fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Svetlana Kuzntesova, Petra Kvitova , Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Svetlana Kuzntesova, Petra Kvitova , Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Svetlana Kuzntesova, Petra Kvitova , tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/kuznetsova/0531_rolandgarros_abraca_kvitova_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/kuznetsova/0531_rolandgarros_abraca_kvitova_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Roland Garros
'Jogo tênis por esses momentos', afirma Kuznetsova
31/05/2014 às 13h03
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/kuznetsova/0531_rolandgarros_abraca_kvitova_int.jpg" title="Kuznetsova tenta o segundo título em Roland Garros" />

Kuznetsova tenta o segundo título em Roland Garros

Foto: Divulgação
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Paris (França) – Campeã de Roland Garros há cinco anos, Svetlana Kuznetsova sentiu o gosto de vencer uma batalha épica na Philippe Chatrier neste sábado. A russa derrotou em mais de três horas a tcheca Petra Kvitova com 9/7 no set decisivo.

“Sabia que eu iria deixar tudo em quadra, correr cada metro que pudesse e devolver o máximo de bolas possíveis, tentar ser agressiva. Petra estava bem dentro da quadra e eu próxima à plateia. Fiz tudo que podia e ganhei, muito apertado. Foi forte mentalmente e estou feliz com isso”, comentou Kuznetsova. “Não posso pedir mais que isso. Jogamos tênis por esses momentos”.

Após perder um apertado primeiro set, Kuznetsova viu Kvitova lesionar a perna no segundo e forçar o terceiro. A russa venceu a batalha física e mental no terceiro set. “Gostei muito do público, do ambiente. A Philippe Chatrier é uma das melhores quadras para jogar. Estava lotado no final”, celebrou.  “Acho que eu corri duas vezes mais que a Petra. Ela estava encurtando os pontos. Tentei devolver tudo que podia”.

Nas oitavas de final, Kuznetsova terá pela frente a tcheca Lucie Safarova, que surpreendeu a sérvia Ana Ivanovic neste sábado. “Tentarei continuar a jogar o meu melhor tênis. Roland Garros é meu torneio favorito, mas nunca se sabe o que vai acontecer aqui”, disse a russa, que, além do título em Paris em 2009, foi campeã do US Open em 2004.

Kvitova, por sua vez, sabia que Kuznetsova lutaria nos games finais. “Ela tem jogado muito bem no saibro nas últimas semanas. Claro que ela adora jogar aqui, já foi campeã. Sabia que ela seria mais perigosa aqui do que em qualquer outro lugar”, analisou a tcheca.

“Nós duas lutamos como leoas. Ela jogou melhor no fim do jogo, quando tudo mudou. Mereceu a vitória e pode ir bem longe no torneio. Eu machuquei a perna, mas isso não importa. Estou animada para a temporada de grama, que é meu melhor piso”, acrescentou a campeã de Wimbledon em 2011.

 

Últimas notícias
Comentários