fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Roger Federer, Ernests Gulbis , Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Roger Federer, Ernests Gulbis , Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Roger Federer, Ernests Gulbis , tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/federer/0601_rolandgarros_acena_vaiembora_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/federer/0601_rolandgarros_acena_vaiembora_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Federer diz que vacilo no segundo set foi crucial
01/06/2014 às 14h57
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/federer/0601_rolandgarros_acena_vaiembora_int.jpg" title="Federer elogiou Gulbis por ter 'ficado' no jogo" />

Federer elogiou Gulbis por ter 'ficado' no jogo

Foto: Divulgação
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Paris (França) – Roger Federer foi eliminado nas oitavas de final de Roland Garros por Ernests Gulbis em cinco sets, com parciais de 6/7 (5-7), 7/6 (7-3), 6/2, 4/6 e 6/3 neste domingo. O suíço acredita que o momento em que sacou para o segundo set e teve o serviço quebrado foi fundamental para a reação do letão na partida.

“É decepcionante não ganhar, com certeza. Tive chance no segundo set, voltei no quarto. Poderia ter jogado melhor no quinto. Tenho muitos arrependimentos, mas Gulbis foi bem em continuar na partida e voltar naquele segundo set, que foi crucial para ele. Foi uma jogo duro e estou desapontado por ter perdido”, comentou Federer.

Esta foi a primeira vez em 10 anos que Federer não atingiu as quartas de final em Paris. “Sabia o que esperar, como ele joga. Tem um bom saque e tudo isso. Eu gostaria de ter jogado melhor no geral. Foi complicado no início do primeiro set, então foi importante ganhar o tiebreak. No segundo, eu não fechei o set e as coisas ficaram difíceis por um tempo. Mas continuei lutando. Ernests fez um bom trabalho mantendo o ritmo no saque e tentando ser agressivo com o backhand”, analisou.

Federer havia enfrentado Gulbis três vezes em 2010, ganhando duas, e não vê um jogador diferente após quatro anos: “Ele parece o mesmo. Já tivemos jogos apertados antes. Algumas bolas decidem de vez em quando. Você pode salvar aquele break-point extra ou não? Foi isso. Poderia ter feito algo melhor da linha de fundo, colocado mais pressão. Mas, claramente, ele está confiante, especialmente após vencer um torneio e pelo ano que está vivendo”.

“No quinto set, está tudo tão em risco dos dois lados que não necessariamente o melhor jogador ou mais apto fisicamente vai ganhar. Você precisa criar chances e ele fez isso melhor que eu”, acrescentou Federer, que não teve break-points na parcial decisiva. “Eu me senti muito bem fisicamente e mentalmente, pronto para lutar. Infelizmente, não consegui incomodar muito os games de saque dele para jogar mais solto”, lamentou o suíço.

O número 4 do mundo agora parte para a temporada de grama com mais confiança do que na última temporada, quando sofria com uma lesão nas costas: “Quando estou saudável, como nos últimos meses, posso decidir mais o resultado dos jogos do que ano passado. Então estou bem animado com as minhas chances para Wimbledon”.

Últimas notícias
Comentários