fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Wimbledon, David Nalbandian, Rafael Nadal, Mike Bryan, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Wimbledon, David Nalbandian, Rafael Nadal, Mike Bryan, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Wimbledon, David Nalbandian, Rafael Nadal, Mike Bryan, tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/outros_assuntos/nalba_arquivo_wimbledon_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/outros_assuntos/nalba_arquivo_wimbledon_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Copa interfere na programação do All England Club
29/06/2014 às 12h46
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/outros_assuntos/nalba_arquivo_wimbledon_int.jpg" title="Nalba pediu para jogo não bater com Argentina em 2006" />

Nalba pediu para jogo não bater com Argentina em 2006

Foto: Arquivo
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Londres (Inglaterra) - A cada quatro anos é sempre a mesma coisa em Wimbledon. O mais tradicional evento de tênis do mundo acaba batendo com a Copa do Mundo de futebol. Apesar das bolas serem outras, mesmo que a grama seja a mesma, boa parte dos jogadores no All England Club acompanha bastante o futebol e às vezes até pede para a programação não atrapalhar na hora de acompanhar sua seleção.

Em reportagem do New York Times, o árbitro geral de Wimbledon lembrou algumas histórias curiosas, com destaque para a do argentino David Nalbandian, que oito anos atrás teve uma conversa com ele para que evitasse jogar ao mesmo tempo que seu país iria entrar em campo pelas quartas de final da Copa.

“David veio a mim e disse que queria ver a Argentina jogar. Disse para ele que faríamos o melhor possível e que talvez que não o colocaríamos nas principais quadras, como merecia”, rememorou Andrew Jarret. “Não lembro exatamente qual foi a resposta, mas foi perto de: ‘Não me importo se me colocarem nas quadras de treino’”, complementou.

Wimbledon ajudou Nalbandian a acompanhar sua seleção, que teria o jogo começando às 16h, e o colocou em quadra às 12h. Então número 3 do mundo, o argentino não teve que atuar na quadra de treino, mas foi jogar na quadra 13 e não levou grande tempo em quadra, caindo em sets diretos.

A história de Nalbandian talvez seja um exagero quando comparado aos demais tenistas, mas é notório que muitos deles seguem o futebol de perto. Assessor do espanhol Rafael Nadal, Benito Perez disse que o canhoto de Mallorca nunca fez um pedido assim, mas que “prefere claramente que suas partidas não interfiram nos jogos da Espanha”.

O norte-americano Mike Bryan não é aficionado pelo futebol, mas segue o esporte de longe e entende que muitos queiram ver suas seleções. “Futebol é a segunda paixão de muitos desses caras. Nós americanos não temos muita habilidade com os pés como Rafa, Novak e Andy. Eles são muito talentosos”, comentou.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series