fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Kei Nishikori, Australian Open, US Open, Novak Djokovic, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Kei Nishikori, Australian Open, US Open, Novak Djokovic, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Kei Nishikori, Australian Open, US Open, Novak Djokovic, tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/nishikori/0113_kooyong_treina_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/nishikori/0113_kooyong_treina_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Australian Open
Nishikori: 'Estou preparado para o Australian Open'
13/01/2015 às 12h44
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/nishikori/0113_kooyong_treina_int.jpg" title="Nishikori ganhou confiança após o vice no US Open" />

Nishikori ganhou confiança após o vice no US Open

Foto: Divulgação
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Melbourne (Austrália) - Vice-campeão do último US Open, o japonês Kei Nishikori chega neste Australian Open como um dos principais candidatos ao título. Atual número 5 do mundo, ele acredita que a campanha em Flushing Meadows tem o ajudado a embalar de vez no circuito, podendo sonhar com conquistas maiores, tanto que ele se mostra confiante para a campanha em Melbourne.

“Acho que estou preparado para o Australian Open”, declarou Nishikori, que depois de alcançar as semifinais do ATP 250 de Brisbane, na semana inicial da temporada, se prepara para o primeiro Grand Slam do ano disputando o tradicional Kooyong Classic, torneio de exibição sediado em Melbourne.

Para o japonês, o vice-campeonato do US Open serviu para melhorar sua confiança, principalmente pelo fato de der derrubado o número 1 do mundo, o sérvio Novak Djokovic, pelas semifinais do torneio. “Foi uma das melhores partidas que disputei no ano passado, contra um dos melhores jogadores do mundo. Aquele US Open me mudou bastante”, disse.

“Antes disso, também havia vencido caras como (Stan) Wawrinka e (Milos) Raonic. Foi algo que me deu muita confiança. Tive grandes partidas no US Open, foi um grande momento para mim”, acrescentou o japonês, que na sequência da temporada conquistou os títulos de Kuala Lumpur e Tóquio, além de ter feito sua estreia no ATP Finals.

Em Londres, Nishikori obteve duas vitórias na fase de grupos, batendo o britânico Andy Murray e o espanhol David Ferrer. O japonês ainda teve uma derrota para o suíço Roger Federer, mas conseguiu se classificar para a semifinal, onde viu Djokovic dar o troco e conseguir devolver a derrota sofrida em Nova York.

Sobre a parceria com o norte-americano Michael Chang, campeão de Roland Garros em 1989, o nipônico se mostrou muito contente com o que o técnico tem lhe passado. “Ele me dá conselhos para eu poder melhorar, me ajudando a evoluir. É um grande treinador, dá muito trabalho, mas tivemos uma excelente pré-temporada”, finalizou.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series