fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Juan Martin Del Potro, Australian Open, punho, cirurgia, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Juan Martin Del Potro, Australian Open, punho, cirurgia, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Juan Martin Del Potro, Australian Open, punho, cirurgia, tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/del_potro/0113_sydney_back_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/del_potro/0113_sydney_back_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Australian Open
Del Potro sente o punho e desiste da Austrália
18/01/2015 às 00h59
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/del_potro/0113_sydney_back_int.jpg" title="Del Potro diz que dor aumentou a cada jogo em Sydney" />

Del Potro diz que dor aumentou a cada jogo em Sydney

Foto: Arquivo
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Melbourne (Austrália) - A tentativa de volta do argentino Juan Martin del Potro ao circuito deu um passo para trás neste domingo. O ex-número 4 do mundo faz um rápido treino e imediatamente anunciou a desistência de competir no Australian Open. Ele iria enfrentar o polonês Jerzy Janowicz na estreia e será substituído pelo japonês Hiroki Moriya.

Após 11 meses de ausência, devido a cirurgia no punho esquerdo em março do ano passado, Del Potro venceu duas partidas no ATP 250 de Sydney da semana passada. Mas ele revelou ainda sentir dores e garante que a decisão foi tomada por precaução: "Não me sinto preparado para disputar este grande torneio", iniciou a explicação. "Jogar cinco sets depois de tanto tempo é muito duro e poderia ser muito prejudicial para meu punho e para meu corpo. Foi difícil tomar a medida, mas acho que foi uma decisão inteligente se eu quiser jogar a temporada toda".

Del Potro já anunciou que irá se recuperar e treinar mais tempo, devendo competir apenas nos Masters de Indian Wells e Miami, já em março. Ele era uma importante opção para o time nacional da Copa Davis que irá enfrentar o Brasil no saibro de Buenos Aires, no começo de março, e o anúncio praticamente elimina essa chance.

O campeão do US Open de 2009, que também já operou o punho direito, enfatizou que a desistência é muito mais por precaução. Aos 26 anos, sua meta é trabalhar junto aos médicos para que consiga competir sem dor no punho. "Acredito que conseguirei jogar totalmente sem dores no futuro e estarei muito feliz por estar de volta ao circuito. Minha meta é estar no circuito por muitos anos".

Na semana passada, em Sydney, o argentino derrotou até mesmo o top 20 Fabio Fognini, antes de perder para Mikhail Kukushkin nas quartas. Ele revelou que a dor foi crescendo a cada partida e o forçou a mudar até mesmo a forma de bater o backhand, optando por mais slices. "Quero jogar tênis, não importa como. Depois de ver meu nível em Sydney, penso que conseguirei ser competitivo de novo se estiver em boa forma. Estou positivo."

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series