fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Roger Federer, Yen-Hsun Lu, Australian Open, Carnaval, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Roger Federer, Yen-Hsun Lu, Australian Open, Carnaval, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Roger Federer, Yen-Hsun Lu, Australian Open, Carnaval, tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/federer/0119_ausopen_back_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/federer/0119_ausopen_back_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Australian Open
Federer explica Londres e descarta Carnaval no Rio
19/01/2015 às 11h49
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/federer/0119_ausopen_back_int.jpg" title="Federer enfrentará Simone Bolelli na segunda rodada" />

Federer enfrentará Simone Bolelli na segunda rodada

Foto: Site oficial
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Melbourne (Austrália) - Embora a primeira vitória no Australian Open 2015 fosse o assunto do dia, o suíço Roger Federer aproveitou a entrevista desta segunda-feira para explicar mais claramente o motivo que o fez abandonar a decisão do Finals de Londres em novembro. De quebra, descartou qualquer possibilidade de estar no Carvanal do Rio deste ano para se apresentar com a escola de samba Unidos da Tijuca, que terá a Suíça como tema.

"Logo depois da partida contra Stan (Wawrinka, na semifinal), o médico veio de Lille me ver. Quando acordei pela manhã, ele já estava no hotel, mas eu mal conseguia sair da cama. Ele trabalhou no que pôde, mas eu nem podia correr, quanto mais jogar. Ele me aconselhou a não disputar a final", explicou Federer sobre o repentino abandono. "Depois disso, tentamos tratar do problema. Precisei de três dias para voltar a correr, e é claro tomando remédios pesados. Na quarta à noite, em Lille, bati bola e vi que podia me mexer, então decidi jogar a final da Copa Davis".

Questionado sobre uma visita ao Brasil durante o Carnaval deste ano, período em que estaria jogando em Dubai, Federer achou curiosa a especulação de que poderia ser destaque no samba carioca. "Estarei no Rio de Janeiro certamente para os Jogos Olímpicos de 2016, mas não irei agora em 2015. Estarei do outro lado do planeta em fevereiro. Não recebi convite, mas vou checar e falo disso na próxima coletiva. De qualquer forma, é certo que não viajarei ao Brasil".

Sobre seu jogo de estreia, com vitória em sets diretos sobre o taiwanês Yen-Hsun Lu, o cabeça 2 fez avaliação positiva. "Ganhar a primeira rodada sempre tem um tanto de alívio. Penso que joguei bem. Legal chegar à vitória 1.001 aqui hoje, mas não vamos mais falar sobre isso todo jogo, ok? (risos)". Ele afirma que Lu subiu de nível no terceiro set. "Acho que joguei bem nos dois primeiros sets, estava sacando muito bem, mantendo o serviço confortavelmente. Estava feliz por conseguir dominar os pontos do fundo de quadra. Ele sacou melhor no terceiro set e as condições ficaram um pouco mais lentas por causa da queda de temperatura. Ficou duro finalizar jogadas, mas tudo isso ajuda, porque me deu muitas informações importantes. Escapei de perder o saque no começo do terceiro set, mas porque ele estava jogando um bom tênis. Me adaptei bem, porque foi uma mudança drástica das 19h para as 20h30".

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series