fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Lleyton Hewitt, Benjamin Becker, Australian Open, Copa Davis, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Lleyton Hewitt, Benjamin Becker, Australian Open, Copa Davis, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Lleyton Hewitt, Benjamin Becker, Australian Open, Copa Davis, tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/hewitt/0122_ausopen_chateado_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/hewitt/0122_ausopen_chateado_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Australian Open
Hewitt desconversa sobre futuro e aposentadoria
22/01/2015 às 14h17
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/hewitt/0122_ausopen_chateado_int.jpg" title="Hewitt perdeu 3 dos últimos 4 jogos em Melbourne" />

Hewitt perdeu 3 dos últimos 4 jogos em Melbourne

Foto: Divulgação
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Melbourne (Austrália) - Mais uma vez o australiano Lleyton Hewitt não foi longe no primeiro Grand Slam da temporada. Apesar de jogar com a torcida local empurrando e ter vencido os dois primeiros sets contra o alemão Benjamin Becker, o ex-número 1 do mundo permitiu a virada e amargou nova queda prematura. Nos três últimos anos ele venceu apenas um jogo no Melbourne Park.

Já com seus 33 anos e um futuro, em certa parte, questionado, Hewitt não deu muitos detalhes sobre o que terá pela frente e tampouco comentou sobre aposentadoria. “Ainda não estou pensando nisso. Obviamente, a Copa Davis é o meu próximo foco”, declarou o australiano, que tem como próxima meta defender sua equipe no tradicional evento entre nações.

Hewitt disse se sentir como um professor para os jovens Bernard Tomic, Nick Kyrgios e Thanasi Kokkinakis. “Sou mais um mentor para esses caras, ensinado como funciona a Davis. Claro que gostaria de poder jogar ao lado de Nick, Bernie e Thanasi quando estiverem no top 10, ou top 20”, declarou o experiente tenista.

Além da Davis, ele se esquivou de falar muito mais sobre o futuro e sequer garantiu se joga ou não o Australian Open de 2016. “Não tem nada diferente passando na minha cabeça. Quero me concentrar apenas no que tenho que fazer neste ano”, disparou o australiano.

Sobre a derrota para Becker, ele destacou o poder de reação do alemão. “Nos dois primeiros sets senti que estava ditando o jogo. Ele conteve os erros a partir do terceiro, começou a sacar melhor e não tive chances nos seus games de serviço. Claro que hoje foi frustrante, pois estava com dois sets de vantagem”, concluiu Hewitt.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series