fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Roger Federer, Alejandro Falla, Marcel Granollers, Roland Garros, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Roger Federer, Alejandro Falla, Marcel Granollers, Roland Garros, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Roger Federer, Alejandro Falla, Marcel Granollers, Roland Garros, tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/federer/0524_paris_slice_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/federer/0524_paris_slice_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Federer joga simples e marca 282ª vitória de Slam
24/05/2015 às 10h36
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/federer/0524_paris_slice_int.jpg" title="Federer atinge a 62ª vitória no saibro de Roland Garros" />

Federer atinge a 62ª vitória no saibro de Roland Garros

Foto: Site oficial
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Paris (França) - O suíço Roger Federer nem precisou jogar seu melhor tênis para avançar à segunda rodada de Roland Garros. Após 1h49 e diante de bom público, o número 2 do mundo superou o canhoto colombiano Alejandro Falla, com parciais de 6/3, 6/3 e 6/4.

Seu adversário da segunda rodada será o espanhol Marcel Granollers, atual 56º do ranking aos 29 anos. O agressivo espanhol de 1,90m superou com facilidade o alemão Matthias Bachinger (ALE); 6/4, 6/3 e 7/6 (7-5). Nos três duelos já realizados em quadra sintética, Federer ganhou todos.

Caso o vice-lider do ranking vá à terceira rodada, jogará contra Marcos Baghdatis ou Damir Dzumbur. O cipriota passou pelo croata Ivo Karlovic, por 7/6 (8-6), 6/4 e 6/4, enquanto o bósnio se favoreceu de problemas físicos do russo Mikhail Youhzny, que abandonou após perder por 6/2 e 6/1.

Federer atinge assim a incrível marca de 282 vitórias apenas em torneios de nível Grand Slam, ampliando seu recorde. Além disso, o suíço também tem a segunda melhor marca de vitórias no torneio.Chegou neste domingo à 62ª, estando agora apenas quatro atrás do recordista Rafael Nadal, que tem 66.

A última vez que Federer sofreu uma derrota na primeira rodada de um Slam foi em Roland Garros de 2003, diante do peruano Luis Horna. Desde então, ganhou 17 troféus desse quilate, um deles no saibro parisiense, em 2009.

Ao entrar em quadra neste domingo, o suíço completou 62 participações consecutivas em Grand Slam, que é a maior marca da história. No geral, ele está agora com 64, seis atrás do recorde absoluto do francês Fabrice Santoro.

A vitória sobre Falla, que perdeu na rodada final do quali mas entrou devido à desistência de outro tenista, foi quase burocrática. O suíço basicamente levou os games iniciais de cada set preocupando-se mais com seu serviço, e forçou na hora que precisou quebrar para obter as vantagens decisivas. Isso aconteceu no oitavo game do set inicial, depois no terceiro do segundo set, que terminaria com mais um serviço roubado no game final.

Procurando ser agressivo, mas mostrando certa dificuldade em manter trocas mais longas, Federer anotou alguns lances de grande categoria. Antes do oitavo game do terceiro set, Falla pediu atendimento e teve a coxa direita enfaixada, mas isso não o impediu de obter novo empate por 4/4. Por fim, contou com os erros de Falla para liquidar a partida.

Esta foi a oitava vitória de Federer sobre o canhoto colombiano e, curiosamente, a quinta em torneios de Grand Slam. Eles já haviam se cruzado duas outras vezes no saibro de Paris, onde Falla jamais ganhou um set. O colombiano também perdeu duas partidas em Wimbledon, mas em 2010 esteve perto de eliminar o então superfavorito ao título.

Caso o vice-lider do ranking vá à terceira rodada, jogará contra Marcos Baghdatis ou Damir Dzumbur. O cipriota passou pelo croata Ivo Karlovic, por 7/6 (8-6), 6/4 e 6/4, enquanto o bósnio se favoreceu de problemas físicos do russo Mikhail Youhzny, que abandonou após perder por 6/2 e 6/1.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series