fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Novak Djokovic, Roger Federer, Rafael Nadal, Andy Murray, Copa DavisCopa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Novak Djokovic, Roger Federer, Rafael Nadal, Andy Murray, Copa DavisCopa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Novak Djokovic, Roger Federer, Rafael Nadal, Andy Murray, Copa Davistênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/copa_davis/federer_wawrinka_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/copa_davis/federer_wawrinka_int.jpg" />
Notícias | Copa Davis
Djokovic e Federer apostam em britânicos na Davis
24/11/2015 às 09h53
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/copa_davis/federer_wawrinka_int.jpg" title="Federer conquistou o título inédito há um ano" />

Federer conquistou o título inédito há um ano

Foto: Arquivo
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Londres (Inglaterra) - O “Big 4” pode contar com um currículo completo em títulos da Copa Davis. Novak Djokovic, Roger Federer e Rafael Nadal, que já conquistaram a competição por países, falaram durante o ATP Finals sobre a decisão deste fim de semana e veem favoritismo britânico contra a Bélgica, graças à presença de Andy Murray.

“Considerando o fato que Andy Murray está na equipe e tudo que ele fez pela Grã Bretanha na Copa Davis deste ano, é justo dizer que a Grã Bretanha é a favorita, com ele no time”, afirmou Djokovic, logo após levantar o troféu em Londres.

“Agora eles vão jogar fora, o que faz diferença na Copa Davis por causa do público, eu sei como é. É único, é a única competição oficial por equipes que temos, então isso te inspira a jogar o seu melhor, porque você está jogando pelo seu país, pela equipe. A Bélgica joga em casa, David Goffin precisa jogar em alto nível para dar à Bélgica uma chance, mas a Grã Bretanha é a favorita”, acrescentou o sérvio, número 1 do mundo.

Federer se mostrou um pouco mais preocupado, inicialmente, com a realização da final em meio à insegurança em Bruxelas, a capital belga. O suíço espera que o confronto em Ghent aconteça normalmente e destaca as opções que Murray dá aos visitantes.

“Acho que a Inglaterra é favorita porque tem Andy na equipe”, disse o número 3. “É bom ter alguém como ele, que pode jogar simples, duplas e simples, se precisar. Mesmo se ele não jogar, eles ainda têm uma dupla forte, porque a dupla sempre pode ser crucial. A Bélgica está em casa, eu gosto de Goffin, é um grande jogador e um grande cara. Acho que ele pode aguentar a pressão. Mas na maioria dos jogos eles (britânicos) têm uma chance, é por isso que vejo a Inglaterra favorita, ou a Grã Bretanha, se você preferir”, brincou Federer, antes de se desculpar com os jornalistas na O2 Arena.

Nadal comentou a escolha belga pelo saibro e analisou os cenários para um título dos mandantes. “Não sei se o saibro é uma boa superfície para a Bélgica ou não, mas acho que é a certa. Não penso em Andy porque ele joga muito bem em qualquer superfície, mas para o segundo jogador. Acho que a Bélgica tem em mente que precisa vencer os dois pontos contra o número 2 e tentar ganhar as duplas. Se ganhar um jogo contra Andy, fantástico. Mas é o que eu acredito que eles devem pensar e por isso escolheram o saibro”, analisou o espanhol.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series