fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Andy Murray, Leon Smith, Copa Davis Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Andy Murray, Leon Smith, Copa Davis Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Andy Murray, Leon Smith, Copa Davis tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/copa_davis/murray_smith_coletiva_prefinal_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/copa_davis/murray_smith_coletiva_prefinal_int.jpg" />
Notícias | Copa Davis
Murray espera coroar rápida ascensão na Davis
24/11/2015 às 13h46
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/copa_davis/murray_smith_coletiva_prefinal_int.jpg" title="Capitão Leon Smith ainda precisa definir os 4 jogadores" />

Capitão Leon Smith ainda precisa definir os 4 jogadores

Foto: Site oficial
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Ghent (Bélgica) - Há cinco anos, a Grã Bretanha estava no Grupo II da Copa Davis e disputou os playoffs para não ser rebaixada ao equivalente à quarta divisão da competição. Desde então, são 11 vitórias e apenas duas derrotas e a rápida ascensão pode ser coroada neste final de semana, com um título que não vem desde 1936.

“Os últimos cinco anos têm sido uma progressão de um nível muito baixo no tênis mundial até jogar pela maior competição por equipes. Seria grande para todos os envolvidos, com certeza”, disse número 1 do país, Andy Murray, em entrevista coletiva nesta terça-feira.

Os britânicos chegaram a Ghent e fizeram o primeiro treino na segunda-feira. A equipe capitaneada por Leon Smith ainda tem a indefinição dos escalados para o duelo contra a Bélgica, no saibro e em uma arena para 13 mil pessoas. Vice-líder do ranking mundial, Murray lembrou a caminhada até a final, passando pelos Estados Unidos, França e Austrália.

“Ganhar a maior competição por equipes no tênis tendo batido os outros três países que recebem Grand Slam seria uma vitória enorme para todos na equipe. Seria muito merecido, exigiu muito tempo e trabalho de muitos jogadores, staff, técnicos, fisioterapeutas, todo mundo. Levou cinco anos”, lembra.

Além de Murray, os britânicos têm os duplistas Jamie Murray e Dominic Inglot e os simplistas James Ward e Kyle Edmund. Smith terá de deixar um jogador de fora para o sorteio de quinta-feira, às 11h (horário de Brasília).

“Não é fácil”, reconheceu Ward, que jogou as duas primeiras rodadas e na semifinal foi preterido por Daniel Evans. “É claro que todo mundo quer jogar em uma competição tão grande, ainda mais na final. Vamos todos trabalhar juntos, como um time, e lutar pelo melhor resultado para nós”.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series