fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Maria Sharapova, meldonium , Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Maria Sharapova, meldonium , Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Maria Sharapova, meldonium , tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/outros_assuntos/meldonium_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/outros_assuntos/meldonium_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia
Fabricante nega uso prolongado do meldonium
08/03/2016 às 13h50
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/outros_assuntos/meldonium_int.jpg" title="" />
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Riga (Letônia) - A empresa letã que produz o meldonium, substância pela qual a russa Maria Sharapova foi pega no antidoping, rebateu as palavras da ex-número 1 do mundo, que revelou usar o medicamento nos últimos 10 anos.

Sharapova alegou o uso da substância por uma década para curar vários problemas de saúde, incluindo doenças constantes, sinais iniciais de diabetes e resultados "irregulares" em eletrocardiogramas.

"Comecei a tomar a substância em 2006 por causa de diversos problemas", revelou a russa em sua entrevista coletiva na última segunda-feira. Contudo, a prolongada utilização do meldonium foi atacada pela empresa que a fabrica.

A empresa letã Grindeks falou à Associated Press que quatro ou seis semanas são o suficiente para o uso comum do medicamento. "Depende das condições do paciente, do tratamento e outras variáveis. Os tratamentos podem ser repetidos duas ou três vezes por ano", disse a companhia em comunicado. 

"Somente médicos podem avaliar a saúde do paciente e medicá-los com meldonium por longos períodos. A substância melhora a capacidade física e mental durante o seu uso", acrescentou o comunicado letão.

Últimas notícias
Comentários
Raquete novo
Suzana Silva
ProSpin