fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Varvara Lepchenko, doping, meldonium, Roland Garros, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Varvara Lepchenko, doping, meldonium, Roland Garros, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Varvara Lepchenko, doping, meldonium, Roland Garros, tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/estrangeiras_outras/lepchenko_rg_fore_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/estrangeiras_outras/lepchenko_rg_fore_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Americana se recusa comentar rumores de doping
25/05/2016 às 13h45
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/estrangeiras_outras/lepchenko_rg_fore_int.jpg" title="Lepchenko não passou da primeira rodada em Paris" />

Lepchenko não passou da primeira rodada em Paris

Foto: Divulgação
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Paris (França) - Eliminada de Roland Garros na primeira rodada, com derrota de virada para a russa Ekaterina Makarova, a norte-americana Varvara Lepchenko se negou a comentar os rumores de que teria sido pega no antidoping com pequena quantidade de meldonium, mesma substância pela qual a russa Maria Sharapova está sendo investigada.

Segundo os britânicos do Daily Mail, Lepchenko teria dado positivo para a droga em oito exames e se negou a comentar o assunto quando questionada. "Não tenho nada para falar sobre isso neste momento. Estou aqui apenas para responder perguntas sobre minha partida, gostaria muito de falar sobre ela, caso contrario não tenho nada a declarar", falou a norte-americana. 

Nascida no Uzbequistão, a atleta de 30 anos ficou sem jogar entre os torneios de Doha, em fevereiro, e Roma, em maio. Segundo o USA Today, ela estava se recuperando de uma lesão no joelho. Entretanto, o treinador Anatoly Glebov disse ao Sport-Express que, de acordo com o pai dela, Lepchenko testou positivo e não fez anúncio público depois de o caso ter sido definido.

Lepchenko foi questionada sobre este comentário e novamente se esquivou de falar sobre o assunto. "Mais uma vez, como eu acabei de dizer, não vou comentar isso", falou a norte-americana, que nasceu no Uzbequistão, mas vive nos Estados Unidos desde 2002 e se tornou cidadã norte-americana em 2007, defendendo o país nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series