fiogf49gjkf0dRoland Garros, teto cobertura , Copa Davis" /> fiogf49gjkf0dRoland Garros, teto cobertura , Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0dRoland Garros, teto cobertura , tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/outros_assuntos/rolandgarros_teto_780_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/outros_assuntos/rolandgarros_teto_780_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Arquibancada e protecao ambiental atrasam teto
31/05/2016 às 18h06
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/outros_assuntos/rolandgarros_teto_780_int.jpg" title="Teto em Roland Garros só deve ser construído em 2020" />

Teto em Roland Garros só deve ser construído em 2020

Foto: Divulgação/FFT
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Paris (França) - A partir deste ano, Roland Garros passa a ser o único Grand Slam que não conta com uma quadra coberta. O projeto para a construção de um teto retrátil para a Philippe Chatrier prevê que a obra só esteja completa em 2020. O ambicioso plano de modernização do complexo e as negociações com entidades de proteção ambiental atrasam a construção.

Segundo o diretor do torneio, Guy Forget, um dos entraves para a montagem do novo teto seria a remodelagem do estádio, construído em 1928, com a demolição de parte da arquibancada. "Para colocar o teto, é preciso mudar a estrutura do estádio. Todo um setor de arquibancadas vai ser derrubado e nós precisamos abrir um buraco para de provavelmente 10 metros [para dar sustentação à obra]", disse em entrevista coletiva ainda no dia 23 de maio.

Já a modernização do complexo é um projeto que se arrasta há pelo menos seis anos. Os organizadores de Roland Garros estão cientes das dificuldades que as constantes chuvas desta época do ano trazem para jogadores, público e redes de tv. Em 2010, cogitada até mesmo uma mudança de local, ideia rechaçada em no ano seguinte pela Federação Francesa de Tênis (FFT).

Os planos de expansão começaram a tomar forma em 2013 e previam não apenas a cobertura do estádio principal, como também a demolição da Quadra 1 para a ampliação da atual Praça dos Mosqueteiros. E o torneio ganharia um novo estádio, a ser costruído no terreno vizinho, ocupado por estufas do Jardins des Serres d’Auteuil, construídas ainda no século XIX.

Entidadades de proteção ambiental conseguiram junto à Justiça barrar o avanço das obras, citando que a destruição de até 14 estufas do jardim botânico colocaria as espécies em risco. Estima-se que 10 mil espécies de plantas de quatro continentes habitem as estufas, segundo levantamento da Sociedade para a Protecção da Paisagem e Estética da França.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series