fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Dominic Thiem, Novak Djokovic, David Goffin, Roland Garros, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Dominic Thiem, Novak Djokovic, David Goffin, Roland Garros, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Dominic Thiem, Novak Djokovic, David Goffin, Roland Garros, tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/thiem/0602_rg_vibra_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/thiem/0602_rg_vibra_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Vou dar 100 e verei o que acontece diz Thiem
02/06/2016 às 14h58
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/thiem/0602_rg_vibra_int.jpg" title="Thiem nunca foi tão longe em um Grand Slam" />

Thiem nunca foi tão longe em um Grand Slam

Foto: Divulgação
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Paris (França) - Em sua primeira semifinal de Grand Slam da carreira, o austríaco Dominic Thiem não pretende mudar a receita de sucesso que o levou tão longe em Roland Garros. O tenista de 22 anos não terá moleza em seu debute na penúltima rodada de um torneio deste tamanho e seu oponente no saibro de Paris será o atual número 1 do mundo, o sérvio Novak Djokovic.

"Vai ser uma partida incrivelmente difícil. Acho que ele está em um nível diferente, um pouco acima dos outros. Mas estou em boa forma e o jogo começa 0/0", afirmou o austríaco, que com a sua campanha na competição entrará pela primeira vez no top 10, aparecendo no sétimo posto em caso de derrota na semi ou até na final, indo para o sexto lugar apenas se for campeão. 

Thiem pretende seguir com a mesma mentalidade que o levou tão longe. "Vou adotar a mesma postura que tive no torneio inteiro: ir à quadra, dar 100% de mim e ver o que acontece", falou o atual 13 do mundo, que perdeu para Djokovic nas duas vezes que se cruzaram no circuito.

Sobre o duelo das quartas de final contra o belga David Goffin, o austríaco destacou seu desempenho no tiebreak do segundo set. "Durante todo o segundo set eu não estava pensando em vencer a partida, pois ele estava melhor do que eu. Acho que ele foi melhor do que eu nos dois primeiros sets, talvez até o tiebreak", observou Thiem. 

"Não sabia o que fazer porque ele estava devolvendo muito bem e não cometia erros. Aí, no tiebreak, joguei no mais alto nível que consegui em toda minha carreira e as coisas começaram a virar", complementou o austríaco, que com a virada desta quinta-feira anotou sua terceira vitória em sete jogos contra Goffin.

Últimas notícias
Comentários