fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Novak Djokovic, Roger Federer, Jerzy Janowicz, Jiri Vesely, US OpenCopa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Novak Djokovic, Roger Federer, Jerzy Janowicz, Jiri Vesely, US OpenCopa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Novak Djokovic, Roger Federer, Jerzy Janowicz, Jiri Vesely, US Opentênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/djokovic/0829_usopen_saca_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/djokovic/0829_usopen_saca_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | US Open
Djokovic minimiza ausencia de Federer no US Open
30/08/2016 às 09h14
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/djokovic/0829_usopen_saca_int.jpg" title="Djokovic cedeu um set para Janowicz em sua estreia em NY" />

Djokovic cedeu um set para Janowicz em sua estreia em NY

Foto: Brian Friedman/USTA
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Nova York (EUA) - Pela segunda vez na temporada, o suíço Roger Federer não vai disputar um torneio de Grand Slam. O atual vice-campeão do US Open ficou de fora da competição para se recuperar bem fisicamente e voltar 100% no próximo ano. Seu algoz na final de 2015 em Flushing Meadows, o sérvio Novak Djokovic acredita que a ausência do tenista da Basileia é mais sentida pelos fãs do que pelos jogadores. 

"Não é um fator para mim, ainda temos 128 na chave e nomes importantes como Andy, Rafa, Cilic, Nishikori e Raonic. Você continua tendo pela frente os melhores do mundo", comentou o número 1 do mundo após sua estreia nas quadras nova-iorquinas, batendo o polonês Jerzy Janowicz por 3 sets a 1. "Claro que não é a mesma coisa para o torneio quando se tem Roger e quando não se tem, principalmente para os fãs. Ele é um dos caras mais populares de todos os tempos e com certeza todo torneio sente a sua falta", completou.

Questionado sobre o problema no cotovelo, Djokovic afirmou que ainda sente algo, mas que vê evolução no seu quadro. "Estou melhorando a cada dia. Espero que conforme o torneio for se desenrolando eu consiga chegar à minha melhor forma. Para ser sincero, estou levando isso dia a dia. Amanhã será um novo dia, me sinto bem no geral e espero fazer o meu melhor na próxima partida", disse o sérvio, que comentou sobre o duelo com Janowicz. 

"A cada dia nos deparamos com novos desafios que precisamos aceitar e superar. Não foi fácil enfrentar Jerzy pela primeira vez. Ele tem um saque muito potente, grandes forehands e um pouco imprevisível. Ele jogou bem, principalmente no segundo set, mas também cometeu série de duplas faltas em momentos importantes. Foram muitos altos e baixos", observou o número 1 do mundo. 

Djokovic destacou sua evolução no decorrer da partida, principalmente na reta final. "Fui bem no terceiro e quarto sets, me recuperando da parcial que perdi.Depois de tudo que aconteceu nas últimas semanas foi bom terminar a partida e vencer. Tento sair positivo para os próximos dias", analisou o tenista de Belgrado, que também falou sobre seu próximo oponente. 

Na segunda rodada, o sérvio medirá forças com o tcheco Jiri Vesely, que o derrotou no saibro do Masters 1000 de Monte Carlo, neste ano. "Era uma superfície diferente, circunstâncias diferentes e agora é uma melhor de cinco. De qualquer forma, Vesely merece meu respeito, é um cara da nova geração que está tentando se firmar no circuito. Ele tem um bom jogo, saca bem, tem um poderoso forehand e se move bem pelo seu tamanho", finalizou.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series