fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Arthur Ashe Stadium, US Open Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Arthur Ashe Stadium, US Open Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Arthur Ashe Stadium, US Open tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/nadal/0831_usopen_toss_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/nadal/0831_usopen_toss_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | US Open
Nadal Voce mal percebe que o teto esta fechado
01/09/2016 às 10h55
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/nadal/0831_usopen_toss_int.jpg" title="Nadal tem pela frente o algoz de Bellucci" />

Nadal tem pela frente o algoz de Bellucci

Foto: Divulgação
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Nova York (EUA) - O espanhol Rafael Nadal escreveu um novo capítulo na história do US Open nesta quarta-feira à noite ao ser o primeiro a vencer com o teto fechado do Arthur Ahse Stadium. Ele derrotou o italiano Andreas Seppi em sets diretos e garantiu vaga na terceira rodada do último Grand Slam da temporada.

Após a estreia do teto retrátil no principal palco em Flushing Meadows, o canhoto de Mallorca não escapou de comentar sobre a sensação de disputar a primeira partida com a cobertura fechada. "Foi legal ser o primeiro a jogar sobre o teto fechado, pois também havia sido o primeiro a treinar assim", afirmou Nadal, que ainda disse não sentir tanto a diferença do teto fechado. 

"A diferença não é tanta assim. Com o teto aberto não estava ventando, então não mudou muita coisa. Além disso, o teto é tão alto que você mal percebe que ele está fechado", complementou o número 5 do mundo.

Outro ponto abordado por Nadal foi o barulho da torcida nova-iorquina, que segundo alguns jogadores está maior do que antes. "Fiquei surpreso com o barulho, que estava maior do que o de costume. Em alguns momentos na partida estava demais durante os pontos. Mas eu adoro o barulho e a energia de Nova York, é algo fantástico, pois mostra toda a paixão que eles têm". 

Sobre a partida, o canhoto de Mallorca fez uma avaliação positiva. "Hoje tive uma boa vitória, levei o primeiro set por 6/0, mas o placar foi injusto, pois não refletiu o que aconteceu. O jogo estava mais parelho. Sinto que fui mais agressivo do que na primeira rodada, estou me sentindo melhor", avaliou Nadal, que terá pela frente o russo Andrey Kuznetsov.

"Na próxima rodada vou ter pela frente um adversário muito duro. Já nos enfrentamos neste ano, logo no começo, em Doha. Ele é agressivo, tem golpes potentes e é muito perigoso da linha de base. Vou precisar melhorar, jogar maus fundo, mais alto e com variação de velocidade e mudar o ritmo da bola com mais slices", observou o espanhol. 

Algoz do paulista Thomaz Bellucci, na primeira rodada, Kuznetsov já enfrentou Nadal em três oportunidades e acabou derrotado em todas. No primeiro duelo entre eles, no ano passado em Roland Garros, o russo caiu e sets diretos. Neste ano foram já dois os embates, com vitória do espanhol por 2 a 1 em Doha e depois por 2 sets a 0 no saibro do Masters 1000 de Madri.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series