Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Muguruza tem chave dura com Kerber do seu lado 
26/05/2017 às 08h44

Muguruza terá enorme trabalho para defender o título

Foto: Arquivo

Paris (França) - A defesa do título da espanhola Garbiñe Muguruza em Roland Garros será uma verdadeira batalha, já que ela pegou uma chave duríssima pela frente, a começar pela estreia de campeãs em Paris contra a italiana Francesca Schiavone. Na segunda rodada quem pode pintar é a embalada estoniana Anett Kontaveit, que brilhou no saibro europeu nesta temporada com quartas em Roma e Stuttgart, ambas saindo do quali. 

O principal perigo na terceira rodada da espanhola é a cazaque Yulia Putintseva, sendo que nas oitavas ela pode cruzar com a francesa Kristina Mladenovic. Nas quartas de final, as possíveis rivais de Muguruza são a norte-americana Venus Williams, a australiana Daria Gavrilova, a eslovaca Dominica Cibulkova e a suíça Timea Bacsisnzky, quadrifinalista no ano passado e semifinalista em 2015. 

Kerber é a maior candidata a pegar Muguruza na semi, mas para isso a ela terá também que superar seus desafios, começando pela perigosa estreia contra a russa Ekaterina Makarova. A alemã não deve ter problema na segunda rodada, encarando na terceira a italiana Roberta Vinci. Ela ainda pode cruzar com a australiana Samantha Stosur, a tcheca Petra Kvitova, que volta às quadras, a dinamarquesa Caroline Wozniacki, a holandesa Kiki Bertens e a russa Svetlana Kuznetsova. 

Atual número 2 do mundo, a tcheca Karolina Pliskova lidera a metade de baixo da chave, estreando contra a chinesa Saisai Zheng. Nas oitavas ela pode cruzar com a russa Anastasia Pavlyuchenkova ou com a norte-americana CoCo Vandeweghe e nas quartas estão a britânica Johanna Konta, a francesa Caroline Garcia, a tcheca Barbora Strycova e a polonesa Agnieszka Radwanska. 

O outro quadrante da parte de baixo é puxado pela romena Simona Halep, que abre campanha contra a eslovaca Jana Cepelova. Seu principal obstáculo rumo às quartas, quando pode rever a ucraniana Elina Svitolina, sua algoz na final de Roma, deve ser a russa Elena Vesnina ou a espanhola Carla Suárez.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series