Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Rogerinho dá trabalho, mas Raonic avança em 4 sets
31/05/2017 às 13h55

Rogerinho tirou set de um top 10 pela primeira vez e pode subir no ranking

Foto: Divulgação

Paris (França) - Embalado após a vitória sobre Mikhail Youzhny na estreia em Roland Garros, Rogério Dutra Silva fez uma boa partida nesta quarta-feira, mas não conseguiu superar Milos Raonic. O canadense, número 6 do mundo, venceu o experiente paulista de 33 anos e 79º colocado por 4/6, 6/2, 6/3 e 6/4 em 2h23 de jogo.

Foi a 11ª participação de Rogerinho numa chave principal de Grand Slam. Pela quinta vez na carreira, sendo a segunda na temporada, ele consegue avançar uma rodada. O paulista de 33 anos ainda luta por uma inédita chegada à terceira fase de um dos quatro maiores eventos do circuito.

Algoz de Rogerinho, Raonic enfrenta na próxima rodada o espanhol Guillermo Garcia-López, que derrotou o argentino Marco Trungelliti por 7/5, 6/4 e 7/5. O canadense venceu os dois duelos anteriores contra o espanhol de 33 anos e 153º colocado.

Em seu sexto jogo na carreira contra top 10, Rogerinho conseguiu vencer um set pela primeira vez. Diante de um dos melhores sacadores do circuito, o paulista precisva aproveitar as chances que tivesse e o fez no set inicial, quando surgiram apenas dois break points.

Depois de quebrar ainda no início e permitir o empate por 2/2, Rogerinho voltaria à frente no sétimo game. E administrou a liderança no placar até o fim do set. O equilíbrio aparecia no total de pontos vencidos por cada jogador, 30 a 29 para o jogador brasileiro.

Raonic foi mais eficiente no saque e nas trocas de fundo no segundo set. O canadense reduziu o número de erros de 14 para apenas seis e permitiu apenas seis pontos em seus games de serviço, sem enfrentar oportunidades de quebra. Depois do empate por 2/2, o canadense dominou a maioria dos pontos e venceu quatro games seguidos.

Com um espetacular winner de backhand na paralela, Rogerinho chegou aos primeiros break points do terceiro set, mas Raonic fechou a porta com ótimos saques. A quebra aconteceria na quinta oportunidade criada pelo canadense no sexto game, o único em que o paulista teve o serviço ameaçado em toda a parcial. Sacando para o set, o número 6 do mundo ainda salvaria mais dois break points antes de virar o jogo.

Mais uma vez, o paulista vinha muito firme no serviço e foi ameaçado em apenas um game de saque no quarto set. Com a disputa empatada por 4/4, Rogerinho reverteu um 0-40 e ainda salvou mais três três break points, mas uma dupla-falta e um erro não-forçado com forehand custaram-lhe a perda do game, fazendo com que Raonic definisse a vitória em seu saque.

Rogerinho tinha 37 pontos de três torneios para cair no ranking do dia 12 de junho, sendo 10 de Roland Garros, 17 de Praga e 10 de Prosejov. Uma vitória em Roland Garros já rendeu 45 pontos ao paulista que jogará o challenger tcheco de Prostejov na semana que vem.

Comentários