Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Almagro abandona, chora muito e Delpo avança
01/06/2017 às 10h22

Almagro foi consolado por Del Potro no fim do jogo

Foto: Divulgação

Paris (França) - A sorte realmente não anda boa para o espanhol Nicolás Almagro, que vinha fazendo um jogo equilibrado com o argentino Juan Martin del Potro, mas não resistiu a um problema no joelho e precisou abandonar a partida quando o placar apontava 6/3, 3/6 e 1/1, após 1h30 de confronto. 

Na terceira rodada o argentino enfrentará quem passar do duelo envolvendo o britânico Andy Murray e o eslovaco Martin Klizan. Ele tem histórico negativo contra o número 1 do mundo, com seis derrotas e três vitórias e nunca encarou o eslovaco de 27 anos no circuito. 

Cabeça de chave 29, Delpo saiu na frente e levou a melhor no primeiro set, mas foi superado pelo espanhol no segundo. A partida não durou muito mais e teve apenas mais dois games inteiros disputados. Depois de vencer seu game de serviço e fazer 1/1, Almagro pediu atendimento médico no joelho esquerdo. 

Ele voltou para quadra e jogou mais dois pontos, mas não resistiu e acabou abandonando de forma comovente. Ao perceber que não teria condições de prosseguir, ele se abaixou e ficou lamentando o ocorrido, na sequência foi ao chão e começou a chorar copiosamente, sendo amparado por Del Potro, que veio do outro lado da rede. 

Com um largo histórico de lesões, o argentino conversou com Almagro, o ajudou a levantar e o acompanhou até o banco, onde teve uma breve conversa com o espanhol, que já era dúvida para Roland Garros, tendo enfrentado problema no mesmo joelho durante seu duelo com o compatriota Rafael Nadal, na segunda rodada do Masters 1000 de Roma.

Comentários