Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Murray reage a começo lento e reencontra Delpo
01/06/2017 às 12h31

Murray voltou a perder set em Paris, mas mostrou poder de reação

Foto: Divulgação

Paris (França) - Foi muito mais na paciência do que na categoria. Depois de um primeiro set irregular diante de um adversário agressivo, o escocês Andy Murray conseguiu sua vaga na terceira rodada de Roland Garros, ao derrotar o canhoto eslovaco Martin Klizan, com parciais de 6/7 (3-7), 6/2, 6/2 e 7/6 (7-3), após 3h35.

Murray agora reencontrará Juan Martin del Potro, um de seus mais temidos adversários, depois que o argentino se valeu do abandono por contusão no joelho do espanhol Nicolás Almagro. Este será o 10º duelo entre os dois, com vantagem de 6 a 3 para Murray. Eles fizeram jogos incríveis na final olímpica e na semifinal da Copa Davis do ano passado, mas sobre quadra dura.

O atual vice-campeão alcança assim a terceira rodada no saibro parisiense pela nova vez em 10 participações. O número 1 do mundo só tem uma final disputada em toda a temporada. Sobre o saibro, alcançou semifinal em Barcelona mas parou na terceira fase de Monte Carlo e Barcelona e na estreia de Roma.

Na partida desta quinta-feira, Murray apostou desde o início em seu estilo de maior regularidade, mas a excessiva postura defensiva deu espaço para Klizan disparar seus golpes de risco. O eslovaco ditou o ritmo, usou curtas e buscou a rede, enquanto o número 1 basicamente se limitava a contraatacar.

Só a partir do segundo set as coisas melhoraram para Murray, muito em função dos erros que Klizan passou a cometer. As bolas do escocês teimavam em ficar pouco profundas. Para sua sorte, alimentaram as falhas e a pressa do canhoto, que nunca foi de muitas trocas de bola.

Mas o eslovaco não se deu por vencido e chegou a ter 5/2 no quarto set aproveitando qualquer chance de bater pesado ou então mesclar com deixadinhas brlhantes. Só falhou na hora de fechar e aí Murray respirou e levou ao tiebreak com alguma tranquilidade.

Comentários