Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Rogerinho se despede nas quartas de final de duplas
07/06/2017 às 08h29

Rogerinho foi o brasileiro que mais durou em Paris

Foto: Divulgação

Paris (França) - Caiu nesta quarta-feira o último brasileiro ainda vivo nas chaves principais de Roland Garros. Coube ao paulista Rogério Silva o feito de ser o atleta nacional a ficar mais tempo no torneio. Atuando ao lado do italiana Paolo Lorenzi, ele foi derrotado nas quartas de final das duplas pelo espanhol Fernando Verdasco e pelo sérvio Nenad Zimonjic com parciais de 7/6 (7/5) e 7/5. 

A eliminação de Rogerinho nas duplas, após 1h49 de confronto, deixa o Brasil apenas com representantes na chave juvenil. O paranaense Thiago Wild segue vivo em simples e duplas enquanto a paulista Thaísa Pedretti está apenas nas duplas. Ambos entram em quadra nesta quarta-feira. 

Nas semifinais, Verdasco e Zimonjic terão pela frente o mexicano Santiago Gonzalez e o norte-americano Donald Young, algozes do mineiro Bruno Soares e do britânico Jamie Murray também nas quartas. Do outro lado, os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah tentarão um lugar na decisão contra o norte-americano Ryan Harrison e o neozelandês Michael Venus. 

Rogerinho e Lorenzi foram quebrados logo no começo e saíram perdendo o primeiro set por 2/0, mas conseguiram vencer os três games seguintes com duas quebras. Quando iam sacar para fazer 4/2, eles perderam o serviço de novo e o placar ficou igual, sendo definido apenas no tiebreak, em que chegaram a abrir 5-3, só que perderam os quatro pontos seguintes e acabaram superados. 

A segunda parcial foi definida apenas no final. As duas parcerias chegaram empatadas em 3/3, trocaram quebras e seguiram iguais em 4/4. Foi só no 11º game que veio a quebra que dcidiu o jogo, com Zimonjic e Verdasco sacando na sequência para fechar o jogo e garantir a vaga nas semifinais em Paris.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series