Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Ostapenko: 'Fui ganhando confiança a cada jogo'
08/06/2017 às 17h56

Ostapenko passou por nomes como Puig, Stosur, Wozniacki e Bacsinszky

Foto: Divulgação

Paris (França) - Finalista de Roland Garros, a Jelena Ostapenko acredita que confiança foi a palavra chave para sua espetacular campanha no saibro parisiense. A letã, que completou 20 anos nesta quinta-feira, é apenas 47ª do ranking e pode sair de Paris com um troféu de Grand Slam nas mãos. Ela enfrenta a número 4 do mundo Simona Halep às 10h (de Brasília) do próximo sábado.

"Quando eu vim para cá, é claro que não esperava que eu estivesse na final", disse Ostapenko. "Mas a primeira partida foi difícil e eu ganhei. Isso me deu confiança. Então, eu estava jogando cada vez melhor a cada partida e fiquei muito confiante. Acho que isso funcionou muito bem".

A letã estreou no torneio virando o jogo contra a americana Louisa Chirico. Depois bateu a campeã olímpica Monica Puig e passou pela experiente Lesia Tsurenko. Nas oitavas e nas quartas, viradas sobre a finalista de 2010 Samantha Stosur e a ex-número 1 Caroline Wozniacki, antes de superar a ex-top 10 Timea Bacsinszky na semi.

Ostapenko também chamou atenção pelo volume de jogo e pela potência de seus golpes. Entretanto, ela tem como jogada preferida o backhand. "Normalmente, meu backhand é o meu golpe favorito, mas eu estava trabalhando no meu forehand e acho que ele está muito bom agora. Acho que me sinto mais confiante com a direita agora".

Está a primeira vez que a Letônia será representada em uma final de Grand Slam. O melhor resultado anterior pertencia a Ernests Gulbis, semifinalista em Paris há três anos. "O tênis na verdade não é muito popular em meu país, porque é um esporte caro. Mas provavelmente vou ter muita atenção quando volto para casa".

Após vencer um jogo complicado contra Bacsinszky por 7/6 (7-4), 3/6 e 6/3, Ostapenko avaliou seu desempenho. "O jogo foi muito difícil, uma batalha. Estou muito feliz por chegar à final, especialmente no meu aniversário. Acho que é um bom presente", comemorou. "Eu estava apenas tentando ser agressiva e aproveitar uma chance quando pudesse. Foi importante ter vencido o primeiro set. Mesmo perdendo o segundo, pude encontrar meu jogo novamente no terceiro".

Comentários