Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Pliskova aposta em Halep: 'Com a mão na taça'
08/06/2017 às 19h13

Tcheca acredita que jogou bem na semi, mas enalteceu o bom momento da algoz

Foto: Arquivo

Paris (França) - Eliminada na semifinal de Roland Garros, Karolina Pliskova aposta todas as suas fichas em título de Simona Halep. A tcheca, que perdeu para a própria romena nesta quinta-feira, vê um grande favoritismo para a algoz na final marcada para o próximo sábado contra a letã Jelena Ostapenko.

"Não há dúvida de que Ostapenko está fazendo um ótimo torneio e que ela é uma adversária perigosa para qualquer uma, mas apostaria tudo o que eu tenho na Simona. Pode não acontecer, mas acho que ela tem o título nas mãos", disse Pliskova, que perdeu por 6/4, 3/6 e 6/3.

Número 3 do mundo, a tcheca poderia ter chegado à liderança do ranking caso tivesse vencido a semifinal desta quinta-feira, mas não se sente decepcionada pela apresentação. "Mesmo perdendo a partida, eu me sinto bem com a forma como eu joguei hoje".

"Acho que eu venceria 99% das meninas com este tênis o que eu estava jogando hoje, então tive azar de ter enfrentado a Simona hoje", acrescenta a tcheca, que tem apenas uma vitória em seis jogos contra Halep.

"Ela é uma das melhores no saibro, adora este torneio, jogou a final aqui há alguns anos e todos os anos eu acho que ela está jogando muito bem aqui", finalizou a jogadora de 25 anos, que tentava alcançar sua segunda final de Grand Slam.

Outra semifinalista que se despediu do torneio, a suíça Timea Bacsinszky também preferiu destacar a boa campanha que fez. "Mesmo que eu esteja desapontada com o resultado, este é o meu melhor Roland Garros", disse a suíça que também havia sido semifinalista em 2015. "Estou no caminho certo".

"Se eu pudesse lamentar apenas um aspecto da partida, seria pelas chances que tive no primeiro set", comentou após a derrota por 7/6 (7-4), 3/6 e 6/3 para Ostapenko. "Criei algumas oportunidades, mas do outro lado da rede ela estava jogando muito bem e se defendia muito bem de tudo o que eu propunha".

Comentários
Faberg
Roland Garros Series