Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Juvenil terá uma americana campeã após 28 anos
09/06/2017 às 13h56

Clarie Liu, de 17 anos, venceu o único duelo anterior contra Whitney Osuigwe

Foto: Arquivo

Paris (França) - Depois de 28 anos, o tênis americano terá uma campeã na chave juvenil de Roland Garros. Nesta sexta-feira, Claire Liu e Whitney Osuigwe venceram seus jogos nas semifinais e garantiram vagas na decisão do Grand Slam francês. Liu, que tem 17 anos, levou a melhor no único duelo anteior contra a rival de apenas 15.

Cabeças de chave 6 e 7 em Paris, as duas americanas superaram adversárias russas. Liu marcou 6/2 e 6/0 contra Marta Paigina, enquanto Osuigwe anotou um duplo 6/4 sobre Elena Rybakina.

A última vez que uma americana conquistou o juvenil de Roland Garros foi Jennifer Capriati em 1989. Posteriormente, Meghan Shaughnessy foi vice em 1996, assim como Ashley Harkleroad em 2002 e Amanda Anisimova no ano passado.

Outro jejum que pode chegar ao fim é o da Espanha, que pode voltar a ter um título na chave juvenil masculina de Roland Garros depois de 16 anos. Nicola Kuhn, que nasceu na Áustria e adotou a cidadania espanhola no ano passado por treinar na academia de Juan Carlos Ferrero, venceu o sérvio Miomir Kecmanovic, número 1 do mundo na categoria, por 7/6 (7-5), 2/6 e 7/6 (7-4).

O adversário de Kuhn na decisão será o australiano Alexei Popyrin, cabeça de chave número 3, que evitou uma final espanhola ao marcar 6/4 e 6/2 contra Alejandro Davidovich Fokina.

O último espanhol a vencer a chave juvenil masculina em Paris foi Carlos Cuadrado em 2001. Desde então, Jaume Munar havia sido o único finalista, em 2014. A Espanha tem um título recente no feminino, com Paula Badosa Gibert em 2015.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series