Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Após bater Delpo, Gulbis revela que não está 100%
06/07/2017 às 16h45

Gulbis terá Djokovic pela frente em Wimbledon

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Apesar de ter encerrado o jejum de 13 meses sem vencer em nível ATP e já ter passado por duas fases em Wimbledon, o letão Ernests Gulbis revelou que está longe da melhor forma física. Mesmo assim, nesta quinta-feira ele conseguiu tirar o argentino Juan Martin del Potro com direito a grande atuação no saque.

"Tive duas lesões musculares neste ano, uma na panturrilha e outra no abdome. Na verdade, eu fui para Roland Garros em uma situação parecida com a que vim para cá. A lesão na panturrilha aconteceu no Estoril e isso demora um pouco para recuperar. Em Paris não foi fácil e enfrentar um cara como Cilic sem estar em suas melhores condições não é fácil", disse o letão, que parou na estreia em Paris.

"Depois joguei o challenger de Prostejov e machuquei o músculo abdominal. Venci aqui, mas as dores são grandes. No começo do ano também tive problemas na panturrilha, não era um estiramento, mas também incomodava. O punho já está melhor, ele foi o principal culpado quando me afastei no ano passado, mas ainda não está perfeito", observou Gulbis.

Na próxima rodada, o letão medirá forças com o sérvio Novak Djokovic. Será a oitava vez que eles medirão forças no circuito e a vantagem é toda do atual número 4 do mundo, que perdeu uma (Brisbane-2009) e venceu todas as outras seis.

Do outro lado, Del Potro lamentou não ter vivido um grande dia em quadra, ainda mais contra um rival inspirado. "Ele jogou muito bem, sacou firme e não consegui quebrar o seu serviço durante os três sets. Acho que ele é um oponente muito perigoso na grama e foi bem melhor do que eu hoje", afirmou o argentino.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series