Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Muguruza frustra Venus e fatura seu segundo Slam
15/07/2017 às 11h31

Muguruza fechou o jogo com 'pneu' sobre Venus

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - De volta a uma final de Wimbledon após oito anos, a norte-americana Venus Williams não foi páreo para a espanhola Garbiñe Muguruza, que coroou sua ótima campanha em Wimbledon com a vitória deste sábado, anotando parciais de 7/5 e 6/0, após 1h17 de confronto, para assim levantar sua segunda taça de Grand Slam.

Campeã de Roland Garros no ano passado, a espanhola já havia disputado uma final na grama do All England Club, mas acabou ficando com o vice-campeonato em 2015, superada por Serena. Desta vez contra a irmã mais velha, ela mostrou o mesmo tênis agressivo das duas últimas semanas, anotou 14 bolas vencedoras contra 17 de Venus, e 11 erros não forçados, contra 25 da rival, para ficar com a vitória.

O título vai render a volta ao top 5 para Muguruza, que subirá da 15ª para a quinta colocação no ranking de segunda-feira. Ela também sairá de Londres com um gordo cheque de 2,2 milhões de libras (cerca de R$ 9 milhões). Do outro lado, Venus ganhará três lugares na lista da WTA, retornará ao top 10 na oitava posição e levará uma premiação de 1,1 milhões de libras (perto de R$ 4,5 milhões).

Muguruza se tornou a segunda espanhola a vencer na grama de Wimbledon, repetindo um feito que apenas Conchita Martínez havia conseguido, levantando a taça em 1994. Curiosamente, foi ela uma das responsáveis pela conquista da compatriota de 23 anos, participando da equipe da campeã deste ano.

O primeiro set começou equilibrado, mas logo se percebeu que Vênus não estava confiante no segundo saque. Ainda assim, conseguiu levar até ter 5/4 e abrir duas chances de fechar o set, que Muguruza conseguiu salvar com bons serviços.

A partir daí, a pentacampeão caiu muito de rendimento e não achou mais um bom ritmo. Com sua quinta dupla falta, cedeu quebra logo no game inicial e daí em diante a espanhola foi absoluta, mostrando novamente um tênis de grande agressividade.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series