Notícias | Dia a dia
Chefe do tênis russo questiona mental de Sharapova
24/08/2017 às 16h10

Sharapova jogou só um jogo na preparação para o US Open

Foto: Arquivo

Moscou (Rússia) – Os problemas no retorno da russa Maria Sharapova, segundo o chefe do tênis russo Shamil Tarpischev vão além das questões físicas. Para ele, a ex-número 1 do mundo ainda não estaria mentalmente forte o suficiente e por isso tem sofrido com as lesões depois dos 15 meses de suspensão que levou por causa do doping.

“Acho que ela não tem apenas problemas físicos, mas psicológicos também. Quando um atleta não está mentalmente preparado pode se machucar mais fácil”, disse Tarpischev, que acredita ver Sharapova bem para o US Open. “Até onde eu sei, a desistência de Cincinnati foi por precaução, para que ela continuasse sua recuperação”, comentou.

Sharapova iniciou sua preparação para o último Grand Slam do ano em Stanford, jogou uma partida e desistiu do torneio. Mais tarde, ela também não foi para Toronto e Cincinatti. “Masha está cercada por um time muito profissional e é uma jogadora experiente. Acho que ela fará tudo o que estiver ao seu alcance para jogar o US Open”, falou o dirigente russo.

“Ela pode fazer um bom torneio se tiver uma chave favorável. Se passar pelas duas primeiras rodadas a confiança e o ritmo vão crescer. Será o primeiro Slam desde que ela foi suspensa e claro que não será fácil”, finalizou Tarpischev.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis