Notícias | Dia a dia | US Open
Pliskova salva match-point e revela dor no braço
02/09/2017 às 14h56

Pliskova revela dor no braço direito, mas espera que seja passageira

Foto: WTA

Nova York (EUA) - Faltou pouco para o US Open perder a cabeça 1. A tcheca Karolina Pliskova fez outra partida cheia de falhas e chegou a estar perdendo por 6/3 e 5/4, com match-point a favor da chinesa Shuai Zhang, mas encontrou forças para obter a virada. Com o placar de 3/6, 7/5 e 6/4, avançou para as oitavas de final.

"Meu forehand não estava entrando na paralela, então achei que aquela era minha última chance", afirmou a cabeça 1 sobre o match-point que evitou. "Estou sentindo um problema com meu braço, mas espero que não seja algo sério para a próxima partida". Ela admite que ser a líder do ranking traz pressão: "No ano passado, não estava cotada e não tinha qualquer pressão. Agora, tudo está bem diferente".

Pliskova defende o vice-campeonato do ano passado, quando foi batida na final pela alemã Angelique Kerber, e para manter a liderança do ranking precisará pelo menos repetir o resultado. Sua próxima adversária sairá do duelo ainda deste sábado entre a norte-americana Jennifer Brady e a romena Monica Niculescu.

Número 26 do ranking, Zhang conseguiu duas quebras de serviço no primeiro set para assumir a liderança. A tcheca ensaiou uma reação, abrindo 3/0, mas continuou sem consistência. A chinesa virou então para 5/4 e teve a chance de fechar o placar. Pliskova empatou, confirmou o saque salvando mais três break-points e por fim fechou o set. Os problemas continuaram. Zhang fez 2/0 no terceiro set, mas não sustentou e permitiu a reação. A igualdade persistiu até o game final, quando enfim a tcheca foi mais agressiva nas devoluções e obteve a quebra definitiva.

Outra tcheca garantida nas oitavas de final é a canhota Lucie Safarova, número 1 do ranking de duplas. Ela superou com folga a japonesa Kurumi Nara, por 6/3 e 6/2, e aguarda quem passar do duelo entre a polonesa Agnieszka Radwanska e a local CoCo Vandeweghe. Esta é apenas a segunda vez que Safarova alcança a quarta rodada em Flushing Meadows, repetindo 2014. Ela tem uma final de Grand Slam em Roland Garros de 2015.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series