Notícias | Copa Davis
Clezar reconhece erro e pede desculpas por gesto
16/09/2017 às 01h24

Clezar puxou olhos para imitar feições orientais após ganhar desafio

Foto: Reprodução

Osaka (Japão) - Flagrado pelas imagens da transmissão oficial com um gesto irônico após marcação falha de um juiz de linha, o gaúcho Guilherme Clezar divulgou na madrugada deste sábado um longo pedido de desculpas em sua conta no Instagran, reconhecendo seu erro. A polêmica surgiu quando Clezar pediu revisão eletrônica de uma marcação do juiz de linha. Ao ser beneficiado com o erro, o gaúcho colocou as mãos no rosto e puxou as laterais do olho, imitando as feições japonesas.

"Ao acordar aqui no Japão, tomei conhecimento de que o gesto que fiz no jogo de ontem foi interpretado de forma equivocada. Quero aqui ressaltar que nunca, jamais tive a menor intenção de ser agressivo, racista, preconceituoso ou qualquer coisa do tipo com o povo asiático.

Fomos extremamente bem recebidos aqui e mantenho uma excelente relação com todos os tenistas das mais diversas nações do circuito. Mesmo não tendo intenção preconceituosa, reconheço que o gesto feito não condiz com atitudes de respeito, zelo, solidariedade, emoção e tantas outras coisas que o esporte transmite para nós.

Quem convive comigo, sabe o quanto sou respeitoso e prezo pela edução, bons modos e zelo nas relações humanas. Por isso, venho expressar meu arrependimento e pedir minhas mais sinceras desculpas. Minha vontade era poder me desculpar pessoalmente com cada um, mas infelizmente isso não é possível.

Sigo respeitando ainda mais a condição de representante do nosso país neste confronto, bem como toda a população asiática, pela qual nutro muita consideração e respeito, tanto pela maneira como nos receberam como por toda sua história. Promete que aprenderei com isso e jamais tomarei qualquer atitude assim mais uma vez. Espero, do fundo do coração, que este ato errado de minha parte seja perdoado", conclui o brasileiro.

Segundo o site do Estadão, a Federação Internacional está atenta ao caso. "A arbitragem está revendo as imagens da partida", informou a entidade quando questionada sobre possíveis punições ao tenista e à CBT. Ainda de acordo com o Estadão, está agendada para sábado uma reunião com representantes do time brasileiro.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series