Notícias | Dia a dia
Venus vence batalha de 20 quebras com Ostapenko
24/10/2017 às 13h29

Venus derrotou Ostapenko pela segunda vez

Foto: Divulgação

Cingapura (Cingapura) - O saque fez pouquíssima diferença no duelo de gerações entre a norte-americana Venus Williams e a letã Jelena Ostapenko. Derrotadas na primeira rodada do WTA Finals, as duas jogavam a sobrevida na competição e no fim das contas levou melhor a experiente ex-número 1 do mundo, que venceu uma batalha de 20 quebras e 3h13 com o placar de 7/5, 6/7 (3-7) e 7/5.

A vitória de Venus a deixa um pouco mais tranquila na competição, agora com um triunfo e uma derrota. Ela ainda tem que esperar a segunda partida desta terça-feira entre a espanhola Garbiñe Muguruza e a tcheca Karolina Pliskova para saber o que vai precisar em seu último jogo no Grupo Branco, na quinta-feira, na tentativa de se classificar para as semifinais. Já Ostapenko se complicou, mas ainda pode sonhar.

Mesmo com os dois resultados negativos, a jovem letã pode se inspirar nas duas últimas campeãs do torneio. Tanto a polonesa Agnieszka Radwanska, em 2015, quando a eslovaca Dominika Cibulkova, no ano passado, passaram para as semifinais com duas derrotas na fase de grupos e depois conseguiram levantar a taça.

O jogo começou com o que seria regra na partida: duas quebras seguidas, uma para cada lado. Depois vieram duas confirmações e na sequência mais três breaks, dois deles para Ostapenko, que abriu 5/3 e sacou para fechar o set. Só que a letã falhou nos dois games de serviço que teve pela frente, vendo o placar virar para 7/5 em favor de Venus, que levou a parcial.

Depois das sete quebras do primeiro set, o segundo contou com mais seis, três para cada lado. A norte-americana chegou a ter um match-point quando Ostapenko sacava em 4/5, mas não aproveitou a chance e acabou deixando que a letã se recuperasse. Venus perdeu o desempate, no qual não confirmou um serviço sequer, e teve adiada a sai vitória.

A norte-americana acabou saindo com o resultado positivo, mas precisou encarar outro set dominado pelos breaks. Assim como no primeiro, foram sete ao todo, novamente com vantagem para Venus, que conseguiu um a mais e com ele sacramentou o triunfo apertado contra Ostapenko, repetindo a vitória alcançada em Wimbledon, na única vez que haviam se enfrentado até então.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis