Notícias | Dia a dia
Halep reconhece que formato do Finals a incomoda
27/10/2017 às 16h24

Em sua quarta participação no Finals, romena cai na fase de grupos pela 3ª vez

Foto: Divulgação

Cingapura (Cingapura) - Em sua quarta participação no WTA Finals, Simona Halep foi eliminada pela terceira vez seguida na fase de grupos. Ainda que nesta sexta-feira a romena dependesse apenas de seus próprios resultados para se classificar e entrasse em quadra sabendo que uma derrota a eliminaria, ela admite não ser fã do sistema de pontuação do torneio.

"Eu falei para meu treinador antes do jogo que eu não gosto desse formato", disse Halep com um sorriso irônico, após perder por 6/3 e 6/4 para Elina Svitolina. "Você fica estressada durante toda a semana. Se você perder, é claro que você tem outra chance, mas eu prefiro quando você só volta para casa depois que perde. Sabe, para mim é sim ou não".

"Mas é bom para algumas jogadores que perdem a primeira partida. Eles têm outra chance. Eu sempre ganho o primeiro jogo e depois perdi os outros. Então não é uma coisa boa para mim. Mas talvez eu possa melhorar nos próximos anos", avalia a número 1 do mundo.

"Se a gente olhar só os resultados, não existe tanta diferença, mas com certeza sou uma jogador diferente. Mesmo que eu tenha feito o mesmo resultado aqui, sou uma jogadora mais forte. Acho que melhorei muito", explica a romena de 26 anos, que foi finalista do torneio em 2014, temporada em que disputou o Finals pela primeira vez.

Como já havia dito antes do início do torneio, Halep teve dificuldades para se adaptar às lentas condições da quadra. "Hoje, eu simplesmente senti que essa quadra não é para mim, porque eu não consigo terminar um ponto. Não dá. Foi um pouco difícil encontrar o ritmo e fazer winners. Claro, meu jogo não é dando winners o tempo todo o tempo, mas eu consigo fazer mais. Lutei até o final e foi uma boa partida. Não joguei bem, mas foi uma boa partida".

Mesmo descontente com seu desempenho, Halep fez questão de dar crédito a Svitolina. "Ela jogou muito bem e mereceu ganhar. Não estou triste. Claro que estou chateada com a derrota, mas foi um grande ano e estou feliz por tirar férias agora. Eu não permitirei que este torneio arruine tudo o que construí este ano, então estou bem ansiosa para a próxima temporada".

Apesar da eliminação precoce, Halep ainda lidera a corrida para terminar a temporada como número 1 do mundo. Para isso, basta que Karolina Pliskova não seja campeã do torneio. "Descobri que estou perto de terminar o ano como o número 1. Pensei que seria, sei lá, a número 4 depois deste torneio, mas tenho uma boa chance", disse Halep. "Foi muito bom que eu pudesse chegar ao número 1 este ano, porque era meu objetivo, mas agora vou apenas esperar. Eu não estou pensando nisso. Esperarei e veremos quem vai terminar"

Algoz de Halep, Svitolina dedicou a vitória sobre Halep aos fãs que a apoiaram durante toda o torneio em Cingapura. "Eu não tinha nada a perder, e eu estava jogando diante dos meus fãs e de pessoas que me apoiaram durante toda essa semana. Eu tive muito apoio, muitas pessoas vieram com bandeiras ucranianas e nem sempre acontece. Elas estavam gritando e torcendo por mim. Isso significa muito para mim, e eu estava jogando por eles".

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis