Notícias | Dia a dia
'Quero voltar a disputar finais em 2018', diz Puig
31/10/2017 às 16h22

Puig foi medalha de ouro nos Jogos Olímpicos do Rio

Foto: Arquivo

Barcelona (Espanha) - Campeã olímpica nos Jogos do Rio de Janeiro, a porto-riquenha Monica Puig não conseguiu manter o nível elevado depois de sua maior conquista até então na carreira e perdeu rendimento, fazendo uma temporada abaixo das expectativas em 2017. Ela mesma reconhece que não administrou bem o momento, mas acredita que dará a volta por cima no próximo ano.

"Temos grandes metas, quero voltar a ser uma jogadora bastante consistente. Isso entra na maneira como eu terminei o ano, já que estava em um nível bastante positivo. Minha equipe e eu terminamos muito contentes com meu rendimento", disse a porto-riquenha em entrevista ao jornal catalão Mundo Deportivo.

"Para 2018, sei que posso chegar em finais e voltar a ser consistente. Tenho o pressentimento de que nada irá me parar. Sei que terei tropeços, mas seguirei treinando forte", acrescentou Puig, que somou apenas 25 vitórias em 23 torneios disputados, mas fechou a temporada em alta com o vice-campeonato em Luxemburgo.

Buscando melhorar fisicamente, Puig trabalhou com o brasileiro Cassiano Costa, preparador físico do paulista Thomaz Bellucci, neste fim de ano e pretende manter a parceria em 2018. "No tênis você precisa ouvir novas vozes, algo diferente e ele é uma pessoa com muita confiança. Precisava melhorar o físico e creio que posso evoluir muito e ficar bem mais forte e em forma", explicou.

Puig ainda confessou não ter sabido administrar bem sua ascensão com o ouro olímpico. "Depois do Rio aconteceram muitas coisas ao mesmo tempo, tive experiências novas e não sabia como lidar com elas. Mas isso é passado e agora, com meus 24 anos, já sei manejar bem melhor a minha carreira", afirmou a porto-riquenha atual 58 do mundo.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis