Notícias | Dia a dia
CAS mantém suspensão a cazaque por meldonium
22/11/2017 às 16h28

Arsan Arashov, de 17 anos, só poderá voltar a jogar em setembro de 2018

Foto: Reprodução/Instagram

Londres (Inglaterra) - Suspenso por dois anos pelo uso da substância proibida meldonium, o cazaque de 17 anos Arsan Arashov não conseguiu reduzir a pena imposta pela ITF em abril depois de recorrer à Corte Arbitral do Esporte (CAS). A decisão final foi publicada nesta quarta-feira.

Arashov foi ouvido pela CAS no dia 29 de agosto e o jogador não conseguiu reverter a presunção de que sua violação foi intencional. Dessa forma, foi mantida a suspensão determinada pelo Tribunal Independente da Federação Internacional de Tênis.

O jogador testou positivo para meldonium, detectado em exame de urina realizado no dia 9 de julho de 2016 durante um future na Espanha. Ele chegou a acusar os organizadores do torneio de sabotagem para que beneficiar os jogadores da casa, mas não apresentou provas.

O cazaque foi suspenso preventivamente no dia 30 de setembro do ano passado e a pena de dois anos foi imposta pela federação no último dia 10 de abril. A volta às quadras só poderá acontecer a partir de 30 de setembro de 2018.

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva