Notícias | Dia a dia | Australian Open
De olho no número 1, Wozniacki e Svitolina avançam
15/01/2018 às 08h27

Svitolina precisa de semi para ter chances de ser número 1

Foto: Divulgação

Melbourne (Austrália) - Duas das seis postulantes à liderança do ranking mundial, Caroline Wozniacki e Elina Svitolina confirmaram o favoritismo na estreia do Australian Open. Tanto a dinamarquesa quanto a australiana precisam pelo menos de uma semifinal em Melbourne para desbancar a atual líder Simona Halep e iniciaram a campanha cedendo apenas cinco games às adversárias.

Wozniacki passou pela 44ª colocada romena Mihaela Buzarnescu com parciais de 6/2 e 6/3. Foi a estreia ideal para a dinamarquesa que enfrentou uma rival que não a pressionava tanto e que também dependia de trocas mais longas. Mesmo quando a romena passou a variar mais, trazer disputas para a rede e vencer três games seguidos, a número 2 do mundo não perdeu o controle da partida.

Ainda que a dinamarquesa não tenha sido tão firme nos games de saque, permitindo três quebras à rival, a jogadora de 27 anos pode comemorar seu perfeiro desempenho em break points ao aproveitar todas as seis chances que teve. Wozniacki agora enfrenta a croata Jana Fett, 119ª do ranking, que venceu a japonesa Misa Eguchi por 6/3 e 6/2.

Svitolina venceu uma partida com roteiro parecido. Quarta colocada no ranking e vinda de título em Brisbane, a ucraniana marcou as parciais de 6/3 e 6/2 contra a sérvia vinda do quali Ivana Jorovic, apenas 279ª colocada.

Após um início de partida equilibrado, a favorita embalou e venceu nove games seguidos, chegando a liderar o segundo set por 5/0. Quebrada na hora de sacar para o jogo, ela precisou de cinco match points, mas definiu a partida no game seguinte.

A próxima adversária de Svitolina é a tcheca de 21 anos Katerina Siniakova, 59ª do mundo e vinda de um vice-campeonato em Shenzhen, que estreou vencendo a grega Maria Sakkari por 6/2, 6/7 (5-7) e 6/4. O único duelo anterior foi vencido pela ucraniana no US Open do ano passado, em três sets.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series