Notícias | Dia a dia | Australian Open
Wozniacki destaca atuação contra rival confiante
15/01/2018 às 13h32

Wozniacki passou pela romena Mihaela Buzarnescu, que foi vice em Hobart

Foto: Divulgação

Melbourne (Austrália) - Depois de vencer sua partida de estreia no Australian Open, Caroline Wozniacki aprovou a atuação que teve nesta segunda-feira, quando derrotou a romena Mihaela Buzarnescu. O que mais anima a dinamarquesa foi a fase vivida por sua adversária, que acabou de entrar no top 50 e foi finalista em Hobart.

"Estou feliz por ter passado de fase. Não foi uma partida fácil. Talvez no papel pareça fácil, mas não foi. Ela é uma adversária traiçoeira, canhota e com muita confiança", disse Wozniacki após a vitória por 6/2 e 6/3 contra a atual 44ª do ranking.

"Nós nos conhecemos muito bem. Já nos enfrentamos várias no circuito juvenil", explica a dinamarquesa que tem 27 anos, dois a menos que sua adversária. "Ela teve um ótimo ano, então eu sabia que seria um jogo difícil. Eu simplesmente tentei lutar por todos os pontos", explica sobre a rival que subiu do 351º para o 72º lugar durante a temproada passada.

"Acho que foi um bom começo. Espero poder progredir a partir daqui", afirmou a número 2 do mundo, que ainda tem chance de voltar a liderar o ranking, posição que já ocupou por 67 semanas. A dinamarquesa precisa pelo menos de uma semifinal para ter chance de ultrapassar a romena Simona Halep.

O primeiro dia da chave feminina teve as quedas das top 10 Venus Williams e CoCo Vandeweghe, que fizeram ótimas campanhas no ano passado, além de outras cabeças de chave como Ekaterina Makarova e Sloane Stephens. Wozniacki minimiza a situação e quer pensar jogo a jogo.

"Eu nunca olho para a chave, para ser honesto. Então eu realmente não sei quem é a próxima adversária. Eu vi alguns resultados, mas honestamente não acompanhei tanto", disse a dinamarquesa, que agora enfrenta a croata Jana Fett, 119ª do ranking. "Nunca joguei contra ela antes. Então eu acho que vou ter que estudar as estatísticas e ver como ela está jogando".

Comentários
Faberg
Roland Garros Series