Notícias | Dia a dia | Australian Open
Wawrinka sofre em quadra e cai para 97º do ranking
18/01/2018 às 09h21

Wawrinka fez seu jogo desde que voltou de lesão no joelho

Foto: Divulgação

Melbourne (Austrália) - Depois de ter feito uma boa estreia no Australian Open e saído de quadra otimista quanto à sua recuperação, Stan Wawrinka sofreu muito em quadra nesta quinta-feira. Com nítida dificuldade para se movimentar em quadra, o suíço foi facilmente derrotado pelo norte-americano Tennys Sandgren, apenas 97º colocado, com parciais de 6/2, 6/1 e 6/4 em apenas 1h28 de jogo.

Este foi apenas o segundo jogo que Wawrinka fez desde sua volta às quadras. O suíço ficou seis meses afastado do circuito por conta de uma lesão no joelho esquerdo. O jogador de 32 anos precisou passar por duas cirurgias, sendo que a primeira foi uma artroscopia para identificar a causa do problema e a segunda foi um procedimento de reconstrução da cartilagem.

Durante a rápida apresentação, Wawrinka passava a maior parte do tempo fixo no centro da linha de base apostando na potência de seus golpes para tentar dominar alguns pontos. Quando o rival americano conseguia mudar a direção da bola, o suíço tinha pouco poder de reação. Não faltou luta no último set ao número 8 do mundo, especialmente para confirmar o saque quando já perdia por 5/3. Ao deixar a Margaret Court Arena, o campeão de 2014 foi bastante aplaudido.

Com o saque fragilizado e vencendo apenas metade dos pontos jogados em seu segundo serviço, 14 em 28 possíveis, Wawrinka enfrentou 13 break points e permitiu cinco quebras a Sangren que não perdeu o saque nenhuma vez. O norte-americano liderou nos winners por 32 a 21 e cometeu 22 erros não-forçados contra 35 do suíço.

Aos 26 anos, Sandgren marcou a primeira vitória sobre top 10 na carreira. Seu próximo adversário será o alemão Maximilian Marterer, 92º do mundo, que venceu uma batalha de cinco sets contra o espanhol Fernando Verdasco por 6/4, 4/6, 7/6 (7-5), 3/6 e 6/3.

Outro alemão garantido na terceira rodada é Alexander Zverev. O número 4 do mundo superou o compatriota Peter Gojowczyk por 6/1, 6/3, 4/6 e 6/3. O jovem jogador de 20 anos terá um duelo da nova geração contra o sul-coreano Hyeon Chung, um ano mais velho, que venceu o russo Daniil Medvedev por 7/6 (7-4), 6/1 e 6/1.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series