Notícias | Dia a dia | Australian Open
Osaka elimina Barty e jejum australiano chega a 40 anos
20/01/2018 às 09h28

A japonesa de 20 anos eliminou a última anfitriã do torneio

Foto: Divulgação

Melbourne (Austrália) - Ainda não será desta vez que o Australian Open terá uma campeã da casa em sua chave feminina. Última anfitriã no torneio, a 17ª do ranking Ashleigh Barty perdeu na terceira rodada em Melbourne para a japonesa Naomi Osaka por 6/4 e 6/2 neste sábado.

Aos 20 anos, Osaka disputa o oitavo Grand Slam de sua carreira e chega pela primeira vez às oitavas de final. Agora, a jovem japonesa que ocupa a 72ª colocação no ranking desafiará a número 1 do mundo Simona Halep, que levou a melhor nos dois duelos anteriores.

A última jogadora da casa a vencer o Australian Open foi Chris O’Neil, em 1978. O jejum que completou 40 anos só é menor que o das britânicas em Wimbledon, já que a última atleta da casa triunfar na grama do All England Club foi Virginia Wade, em 1977. Mary Pierce foi a última francesa a vencer Roland Garros em 2000 e Sloane Stephens conquistou o US Open no ano passado.

A rodada deste sábado também definiu a próxima adversária de Karolina Pliskova na competição. Depois de ter vencido Lucie Safarova na terceira rodada, a tcheca terá mais um duelo caseiro nas oitavas, desta vez diante de Barbora Strycova que venceu a norte-americana Bernarda Pera por duplo 6/2.

Ex-líder do ranking e atual sexta colocada, Pliskova lidera o retrospecto por 2 a 1. Mas para esta temporada foi criado um clima de rivalidade entre as duas tchecas, já que Strycova acusa a compatriota de negociar com seu ex-então técnico Tomas Krupa e contratá-lo sem seu conhecimento. A solução encontrada pela veterana de 31 anos e 24ª do mundo foi trazer David Kotyza, que já treinou a própria Pliskova, além de Petra Kvitova e Caroline Wozniacki.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series