Notícias | Dia a dia | Australian Open
Nadal leva susto, mas vence e garante o número 1
21/01/2018 às 06h19

Nadal não teve moleza contra o pequenino Schwartzman

Foto: Divulgação

Melbourne (Austrália) - Não foi nada fácil para o espanhol Rafael Nadal conseguir assegurar sua vaga nas quartas de final do Australian Open. Neste domingo, o canhoto de Mallorca teve pela frente o argentino Diego Schwartzman, que fez o que podia para complicar o rival e conseguiu até certo ponto, venceu um set até, mas parou por aí e acabou superado com o placar final de 6/3, 6/7 (4-7), 6/3 e 6/3, em 3h51 de batalha.

A vitória não garantiu apenas um lugar nas quartas em Melbourne, mas também a manutenção da liderança do ranking, uma vez que com a campanha até então no primeiro Grand Slam da temporada, Nadal não poderá mais ser ultrapassado suíço Roger Federer, mesmo se este defender o título e sair da Austrália com mais uma taça.

O próximo adversário na caminhada de Nadal será o croata Marin Cilic, que mais cedo se tornou o primeiro quadrifinalista da chave masculina ao anotar sua 100ª vitória em Slam. O retrospecto contra o rival que terá pela frente é amplamente favorável ao espanhol que só perdeu um dos seis encontros anteriores que tiveram, nas semifinais do ATP 500 de Pequim em 2009.

Esta é a 10ª vez que o canhoto de Mallorca chega tão longe no Australian Open, empatando com o sueco Stefan Edberg como o segundo que mais vezes ficou ao menos entre os oito melhores na Era Aberta, atrás apenas das 14 de Federer. Ao todo, ele tem 33 quartas de final em Slam e está a uma nova campanha assim para igualar as 34 de Ivan Lendl. Nadal é o sexto nesta lista, atrás também de Federer (51), Jimmy Connors (41), Novak Djokovic (39) e Andre Agassi (36).

Nadal também se aproximou de Edberg no número de vitórias em Melbourne, chegando a 55, uma a menos do que o sueco, o terceiro mais vitorioso no primeiro Slam da temporada. Os dois estão atrás de Djokovic, que soma 61 triunfos, e de Federer, com seus 90, sendo que ambos ainda estão vivos na competição e assim como o espanhol podem ampliar a marca.

Derrotado pelo espanhol em sets diretos nos três duelos anteriores, Schwartzman entrou em quadra determinado ater melhor sorte desta vez. Ele incomodou bastante no primeiro set e forçou Nadal a salvar quatro break-points antes deste conseguir a sua quebra para largar na frente. Na segunda parcial, o argentino mostrou todo seu poder de luta, ficou um break atrás três vezes e sempre se recuperou, levando a decisão para o tiebreak, em que saiu vitorioso e empatou o jogo.

O "hermano" seguiu fazendo um jogo duríssimo para o líder do ranking, mas o alto nível do espanhol acabou prevalecendo nos dois sets seguintes, em que Schwartzman manteve o ritmo, deu enorme trabalho a Nadal, mas não evitou que o canhoto de Mallorca chegasse à vitória, que veio com mais três quebras, uma na terceira parcial e outras duas na quarta.

Comentários