Notícias | Dia a dia | Australian Open
Dimitrov diz ter feito seu melhor jogo no torneio
21/01/2018 às 15h14

Búlgaro acredita que elevou seu nível em comparação com as fases iniciais

Foto: Divulgação

Melbourne (Austrália) - Depois de passar por altos e baixos em seus primeiros compromissos no Australian Open, Grigor Dimitrov acredita que pôde fazer seu melhor jogo no torneio neste domingo, quando derrotou Nick Kyrgios por 7/6 (7-3), 7/6 (7-4), 4/6 e 6/4 pelas oitavas de final. O búlgaro sente ter cada mais controle de seu arsenal de recursos, que serão fundamentais para a sequência no torneio.

"Nas primeiras rodadas eu não estava batendo tão bem na bola, sabia disso, mas eu ainda estava sendo decisivo nos momentos importantes, o que é uma coisa boa", disse Dimitrov que precisou de cinco sets contra Mackenzie McDonald na segunda rodada e outros quatro diante do jovem russo Andrey Rublev na fase seguinte.

"Mas hoje eu consegui vencer o jogo de forma completamente diferente, tendo uma porcentagem alta no primeiro saque e alta porcentagem de devoluções em quadra. Pude contar com minhas armas mais fortes e acho que isso é um passo à frente para mim", acrescentou o búlgaro, que devolveu a Kyrgios a derrota sofrida no primeiro torneio do ano em Brisbane.

A conversa entre Dimitrov e Kyrgios junto à rede ficou marcada como uma das principais cenas deste torneio. O australiano já havia revelado que pediu para o búlgaro acreditar em si mesmo e que teria chances de ser campeão, enquanto o número 3 do mundo também expressou palavras de apoio ao colega de profissão.

"Quando estamos fora de quadra, temos muito respeito um com o outro. Eu vi muitas coisas positivas nele nas últimas semanas. Então, obviamente, desejei a ele muita sorte e que continue assim", disse Dimitrov. "Todos nós jogamos esse jogo para nos divertir e para apreciá-lo. Sei que competimos em uma grande batalha, mas somos seres humanos acima de tudo".

Dimitrov agora se prepara para enfrentar o surpreendente Kyle Edmund, britânico de 22 anos e 49º do ranking, que chega às quartas de final em um Slam pela primeira vez. "Se ele chegou tão longe, eu preciso estar pronto. Simples assim. Não se pode subestimar ou algo assim, apenas entrar em quadra e jogar tênis", disse o número 3 do mundo, que venceu os dois duelos anteriores contra Edmund.

"Como eu disse, a única coisa que eu tenho focado desde o primeiro dia aqui é realmente cuidar do meu lado do jogo e do meu lado da rede. Eu quero ser melhor e não importa contra quem eu jogo. Eu só quero fazer melhor", acrescentou o búlgaro que tenta repetir a ótima campanha do ano passado, quando foi semifinalista.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series