Notícias | Dia a dia | Australian Open
Federer estuda Berdych, mas prioriza o próprio jogo
22/01/2018 às 10h59

Federer enfrentará Berdych pela 26ª vez na carreira

Foto: Divulgação

Melbourne (Austrália) - Garantido nas quartas de final do Australian Open, Roger Federer se prepara para enfrentar Tomas Berdych pela 26ª vez em sua carreira. Apesar da longa experiência e da vantagem por 19 a 6 no retrospecto do confronto, o suíço observou os últimos dois jogos do sérvio, mas prioriza seu próprio desempenho.

"Eu assisti um pouco do jogo dele contra o Fognini hoje e vi um pouco contra Del Potro também. Pessoalmente, acho importante ver um pouco, porque ele pode estar usando armas diferentes nesta semana. Ele pode estar batendo na bola mais cedo ou mais tarde ou sacando de uma maneira diferente. Então é bom saber como ele está jogando", disse Federer que venceu os últimos oito jogos contra Berdych.

"Claro, meus treinadores vão ter mais em profundidade em analisar o jogo do Tomas e vou tentar me concentrar no meu próprio jogo, entender e absorver as informações que recebo dos meus treinadores. Mas às vezes é bom também seguir o que eu conheço por já ter jogado com ele e também por vê-lo jogar. Eu acho que essa é uma combinação importante para um jogador", avaliou o suíço, que está acompanhado dos técnicos Severin Luthi e Ivan Ljubicic.

A respeito da vitória por 6/4, 7/6 (7-3) e 6/2 diante do 80º colocado Marton Fucsovics, Federer disse que tinha informação suficiente do húngaro de 25 anos, embora o duelo tenha sido inédito no circuito, por já ter treinado com ele durante a pré-temporada.

"Eu treinei com ele por alguns dias seguidos na Suíça. Isso me ajudou a conhecendo um pouco de seus pontos fortes e suas fraquezas", disse Federer. "Ele não era um adversário completamente desconhecido que talvez as pessoas pensassem que ele fosse. Cheguei a fazer um jogo-treino com ele em melhor de cinco sets na Suíça".

"Mas isso já faz alguém um tempo, não vi muitos jogos dele na TV e comecei a esquecer um pouco sobre como ele exatamente joga. Então o objetivo para mim era tentando focar meu próprio jogo. Ele conseguiu equilibrar a disputa comigo durante bastante tempo, então foi uma boa partida", explicou o pentacampeão.

Depois de ter feito seus três primeiros jogos em sessões noturnas da Rod Laver Arena, Federer atuou durante o dia pela primeira vez e falou sobre as principais diferenças nas condições. "Venta um pouco mais durante o dia e normalmente isso diminui à noite. E aqui na Austrália, mais do que em qualquer outro lugar do mundo, tem uma posição do sol que dificulta na hora de sacar, talvez entre às 11h30 e às 13h30. E a bola anda um pouco mais durante o dia, só porque é mais quente".

Comentários
Faberg
Roland Garros Series