Notícias | Dia a dia | Australian Open
Chung faz história e joga sua primeira semi de Slam
24/01/2018 às 03h13

Chung é o primeiro de seu país a alcançar tal façanha

Foto: Divulgação

Melbourne (Austrália) - Pela primeira vez na história um sul-coreano vai disputar uma semifinal de Grand Slam. O responsável por este feito é o jovem Hyeon Chung, que dois dias após eliminar o sérvio Novak Djokovic, deixou pelo caminho outra surpresa na competição, o norte-americano Tennys Sandgren, anotando parciais de 6/4 7/6 (7-5) e 6/3, depois de 2h28 de partida.

O próximo obstáculo no caminho do tenista de 21 anos pode ser o atual campeão do Australian Open, o suíço Roger Federer, que ainda precisa superar o tcheco Tomas Berdych pelas quartas de final, em duelo que acontecerá apenas na rodada noturna em Melbourne. Chung nunca enfrentou o número 2 do mundo e já encarou Berdych em duas oportunidades, perdendo ambas.

Antes de Chung, nenhum sul-coreano, homem ou mulher, havia ido tão longe em um dos quatro principais torneios da temporada. Ele também se tornou o mais jovem a terminar entre os quatro melhores na Austrália desde 2004, quando o então 86 do mundo Mara Safin não apenas chegou nas semifinais, mas foi até a final e acabou com o vice, superado por Federer.

Com 21 anos e 254 dias, Chung se tornou o mais novo semifinalista de Slam desde o croata Marin Cilic, que em 2010, com seus 21 anos e 125 dias, também foi a essa mesma fase no Aberto da Austrália. Sua partida de quartas com Sandgren foi a primeira desta fase no torneio entre dois jogadores que não figuram como cabeças de chave desde 1999.

O excelente resultado no Melbourne Park além de ser histórico para o sul-coreano também irá lhe render uma arrancada de quase 30 lugares no ranking, o levando pela primeira vez para o top 30, podendo entrar no top 20 se conseguir vencer mais um jogo.

Desde o começo, Chung mostrou que tinha mais armas para conquistar a vitória e não demorou muito para tomar a dianteira no marcador, anotando a primeira quebra já no terceiro game. Ele administrou a vantagem até o fim, levou o primeiro set e largou embalado no segundo fazendo 2/0 logo de cara.

Só que Sandgren buscou a desvantagem e quando novamente esteve um break atrás, mais uma vez deixou tudo igual e levou a definição para o tiebrak, no qual levou a pior e viu Chung abrir 2 a 0. Mesmo com o placar bem favorável, o sul-coreano não deu brechas ao rival e passou a liderar a terceira parcial com uma quebra no quarto game. O norte-americano não se entregou, salvou um match-point com o saque e mais quatro na devolução, mas não resistiu ao quinto e se despediu do torneio.

Comentários