Notícias | Dia a dia | Australian Open
Após 1º set duro, Federer domina Berdych e faz semi
24/01/2018 às 08h56

Federer disputará sua 43ª semifinal de Grand Slam e a 14ª na Austrália

Foto: Divulgação

Melbourne (Austrália) - Pentacampeão do Australian Open e atual detentor do título em Melbourne, Roger Federer chega à semifinal sem perder sets na competição. O número 2 do mundo confirmou sua classificação com vitória por 7/6 (7-1), 6/3 e 6/4 diante do tcheco Tomas Berdych, ex-top 5 e atual 20º colocado no ranking.

A vitória desta quarta-feira foi a vigésima de Federer em 26 jogos contra Berdych. Além disso, o suíço acumulou sua nona vitória consecutiva contra o rival. A última vez que o tcheco levou a melhor foi há quase cinco anos, em fevereiro de 2013, em Dubai.

Federer alcança sua 14ª semifinal na Austrália e a 43ª semi de Grand Slam na carreira. Ele amplia ainda mais seu recorde nesta estatística, já que Jimmy Connors e Novak Djokovic estão empatados com 43 no total. Aos 36 anos, o suíço é o mais velho em uma semi de Slam desde Jimmy Connors, que tinha 39 no US Open de 1991, e o mais velho a chegar nesta fase na Austrália desde 1977, quando Ken Rosewall fou à penúltima rodada com 42 anos.

Recordista de títulos de Grand Slam com 19 troféus na carreira, Federer pode alcançar sua trigésima final de Slam. Ele pode ser o mais velho finalista do Australian Open desde o já citado Rosewall, que tinha 37 anos na edição de 1972 do torneio. Para isso, o suíço terá que vencer um inédito duelo de gerações contra o sul-coreano de 21 anos e 58º do mundo Hyeon Chung.

Berdych começou o jogo muito firme no saque e jogando de forma agressiva, atacando as paralelas e o lado direito de Federer para quebrar logo de cara. Depois de o suíço fazer um bom game de saque, houve a chance de buscar o empate no quarto game, mas Federer errou um voleio no 30-iguais e o tcheco fechou a porta com ace. O ex-top 10 permanecia sem ter o serviço ameaçado e chegou a liderar o set inicial por 5/2.

Quando mais precisou, Federer tentou variar o ritmo e colocar alguns slices na devolução. Ao mudar a dinâmica da partida, o suíço tirou o rival de sua zona de conforto e ganhou pontos de graça. O tcheco chegou a ter um set point, mas teve que trabalhar com o segundo saque naquele momento e foi quebrado. No 12º game, mais uma chance para Berdych após duas dupla-faltas do suíço, mas mais uma vez Federer elevou o nível. O domínio foi ainda maior durante o tiebreak.

Federer começou o segundo set salvando break point, enquanto os games de saque do tcheco eram muito tranquilos, com apenas quatro pontos perdidos até o empate por 3/3. Já no oitavo game, o suíço novamente conseguiu jogar seu mehor tênis, com bons slices nas devoluções e dois winners de backhand para conseguiur a quebra e fechar o set em seu saque logo depois. Houve uma troca de quebras no começo do terceiro set e o suíço voltaria a quebrar no quinto game para depois só perder mais um ponto em seus games de serviço.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series