Notícias | Dia a dia
Três faltas no antidoping podem suspender Cornet
25/01/2018 às 01h03

Cornet será julgada em março por tribunal independente

Foto: Divulgação

Paris (França) - Nesta quarta-feira a francesa Alizé Cornet revelou estar enfrentando um problema com o controle anridoping feito pela Federação Internacional de Tênis, mas não por ter sido pega com alguma substância proibida. Ela simplesmente faltou em três testes previstos no último ano e por isso está sendo investigada pela ITF.

"Gostaria de trazer à tona o que está acontecendo comigo. Em outubro passado eu tive minha terceira ausência no antidoping, todas elas por razões importantes. Fiz 20 testes em 2017 e todos deram negativo, mas a ITF não quis me ouvir e o meu caso será discutido em março em um tribunal e isso vai definir o resto da minha temporada", escreveu a francesa em comunicado.

"Vou continuar a competir normalmente até lá, mas não poderei representar o meu país no próximo compromisso na Fed Cup, por ele se tratar de um evento da ITF. Obrigado a todos e garanto que vou me manter forte neste momento difícil", acrescentou Cornet.

Mais tarde, a ITF também se pronunciou dando o seu lado do caso. "Srta. Cornet foi acusada, no dia 11 de janeiro de 2018, de violar o artigo 2.4 (falhar três vezes em estar disponível para o teste em um período de 12 meses) do Programa Antidoping do Tênis", começou o comunicado da entidade que comanda o tênis.

"O comunicado da Srta. Cornet alega 'razões importantes' que a impediram de estar disponível para os testes não foram ouvidos, mas o programa inclui o direito de o atleta solicitar uma avaliação independente para tais falhas", acrescentou a ITF.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis