Notícias | Dia a dia | Australian Open
Bruno salva 3 match-points e vai à semi nas mistas
25/01/2018 às 04h50

Soares e Makarova levaram susto no match-tiebreak

Foto: Divulgação

Melbourne (Austrália) - Uma partida que começou tranquila para o mineiro Bruno Soares e para a russa Ekaterina Makarova acabou com ares de drama e três match-points salvos no terceiro e decisivo set contra a tcheca Andrea Hlavackova e o francês Edouard Roger-Vasselin. No fim das contas, a dupla cabeça de chave 3 conseguiu avançar e garantiu um lugar na semi ao marcar 6/2, 4/6 e 13-11.

Depois de passarem aperto em 1h24 de confronto pelas quartas de final de duplas mistas do Australian Open, Soares e Makarova ainda não sabem quem terão pela frente. Eles aguardam os vencedores do duelo entre os oitavos pré-classificados, a canadense Gabriela Drabowski e o croata Mate Pavic, e a parceria da sueca Johanna Larsson com o holandês Matwe Middelkoop.

A dupla mineiro-russa teve uma largada muito firme e positiva, anotaram duas quebras e não cederam uma chance sequer aos rivais para faturar o primeiro set em apenas 27 minutos. A coisa pareceu que poderia ficar ainda mais fácil quando Hlavackova pediu um atendimento médico no começo da segunda parcial, mas o caso não era nada de grave e a partida seguiu normalmente.

Hlavackova e Vasselin inclusive passaram a dar mais trabalho e com uma quebra solitária no sétimo game conseguiram faturar a segunda parcial e empataram o jogo. A decisão foi então para o match-tiebreak, que começou bem para Soares e Makarova, com vantagem inicial de 5-3. Só que pouco a pouco eles foram perdendo essa frente e viram a tcheca e o francês viraram o marcador.

A vitória ficou nas mãos de Hlavackova e Vasselin, que tiveram o primeiro match-point da partida com o saque, mas perderam a oportunidade. Eles tiveram ainda mais uma oportunidade de sacar para o triunfo, só que falharam novamente e acabaram pagando caro. Depois de ter 11-10 e saque, o francês e a tcheca estacionaram no placar, perderam os três pontos seguintes e o jogo.

O Brasil pode sonhar até com uma final entre compatriotas, já que do outro lado da chave o gaúcho Marcelo Demoliner segue firme ao lado da espanhola Maria José Martínez. Eles também estão nas semifinais e agora terão pela frente a húngara Timea Babos e o indiano Rohan Bopanna, cabeças de chave 5.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series