Notícias | Dia a dia | Australian Open
Chung abandona e Federer joga sua 30ª final de Slam
26/01/2018 às 08h00

Federer enfrentará Marin Cilic em busca de seu vigésimo troféu de Slam

Foto: Divulgação

Melbourne (Austrália) - A expectativa do público por um grande jogo entre Roger Federer e Hyeon Chung na semifinal do Australian Open foi abreviada pelas condições físicas do sul-coreano. Com sua mobilidade reduzida por conta de bolhas no pé esquerdo, o jovem de 21 anos teve poucas chances e abandonou a disputa quando perdia por 6/1 e 5/2, com apenas 1h03 de partida.

Com isso, Federer garante vaga em sua trigésima final de Grand Slam e a sétima em Melbourne. Recordista de títulos de Slam com 19 no total, o suíço tenta conquistar seu sexto troféu na Austrália para se igualar aos maiores vencedores do torneio, Novak Djokovic na Era Aberta e Roy Emerson na fase amadora do esporte.

No próximo domingo, Federer enfrentará o croata Marin Cilic pelo título do Australian Open. Enquanto o suíço pode conquistar seu vigésimo Grand Slam, o croata tenta o segundo troféu deste porte, já que venceu o US Open de 2014. Federer lidera o retrospecto contra Cilic por 8 a 1, com direito à uma final de Slam no ano passado em Wimbledon. O croata só conseguiu vencer durante a melhor semana de sua carreira, na campanha para o título inédito em Nova York.

Aos 36 anos, Federer é apenas o segundo jogador na Era Aberta a disputar duas finais de Australian Open depois dos 35 anos, repetindo o feito de Ken Rosewall. O suíço é, aliás, o terceiro finalista mais velho da história do torneio australiano, superado pelo próprio Rosewall e por Mal Anderson, ambos em 1972.

Ainda sem perder sets no torneio, Federer já chegou a cinco finais de Grand Slam nessas condições e conseguiu confirmar dois títulos de Slam sem perder set. A primeira oportunidade foi no Australian Open de 2007 e a mais recente aconteceu no ano passado em Wimbledon. Caso vença sua final por três sets a zero, ele repetiria as marcas de Bjorn Borg e Rafael Nadal como os únicos homens a conquistar três Grand Slam sem perder sets.

Em uma semifinal disputada com teto fechado na Rod Laver Arena, Federer apostou em devoluções agressivas contra Chung. O suíço colocou pressão em vários serviços diante do sul-coreano e sustentou bem as trocas de bola contra o jovem rival de 21 anos para conseguir a quebra logo no game de abertura. O game seguinte começou com dois aces, mas depois o suíço dependeu muito do segundo saque e precisou salvar break points.

A nítida limitação de Chung o impedia de mostrar seu sólido jogo defensivo que encantou todo o torneio. O sul-coreano arriscou ao jogar muitas bolas na direita do suíço e, com saque muito limitado, permitia que o número 2 do mundo o atacasse e dominasse os pontos. Federer fechou o primeiro set com tanta tranquilidade que ele precisou colocar apenas 32% de primeiros saques em quadra.

Chung confirmou o saque no início do segundo set, mas era cada vez mais dominado pelo suíço. O sul-coreano pediu atendimento fisioterapeuta para tratar de bolhas no pé esquerdo. O  jovem jogador ficou em quadra por apenas mais alguns games e preferiu abandonar a disputa antes mesmo do término da parcial.

Comentários