Notícias | Dia a dia | Australian Open
'Não vejo a idade como um problema', diz Federer
28/01/2018 às 15h07

Federer alcançou a marca de 20 títulos de Grand Slam

Foto: Divulgação

Melbourne (Austrália) - Campeão pela sexta vez do Australian Open, igualando o recorde de títulos do torneio do sérvio Novak Djokovic e do local Roy Emerson, o suíço Roger Federer irá completar 37 anos nesta temporada, mas ainda não pensa em parar. O dono de 20 títulos de Grand Slam acredita que a idade não é um empecilho e espera poder manter o nível alto pelo máximo possível de tempo.

"Não tenho ideia se vou conseguir. Venci três Slam nos últimos 12 meses e mal posso acreditar nisso. Pretendo apenas manter um bom calendário, seguir motivado e quem sabe aí as coisas boas possam acontecer. Não vejo a idade como um problema, é apenas um número", opinou o tenista da Basileia, que reforça a importância de um calendário enxuto. "Tenho que definir quais são as minhas metas e quais minhas prioridades. Isso que vai ditar se terei sucesso no futuro ou não", disse.

O polêmico fechamento do teto para a final deste domingo, que foi questionado pelo croata Marin Cilic, também foi assunto na entrevista coletiva do suíço. "Não sabia se jogar com o teto fechado seria bom para mim ou não. Claro que me apoiei nas condições, que são boas para mim e tive sucesso, mas não me importo em jogar no calor. No fim das contas, não foi uma decisão minha", afirmou.

"Fiquei surpreso que eles iriam usar a tal regra do calor para uma partida durante a noite, nunca vi isso antes. Quando cheguei aqui estava totalmente preparado para jogar a céu aberto e então me disseram que a fina provavelmente seria com o teto fechado", complementou o número 2 do mundo, que por pouco não se complicou na reta final da partida.

Depois de abrir 2 sets a 1 e ter 3/1 na quarta parcial, Federer perdeu cinco games seguidos, viu Cilic empatar e quase foi quebrado no começo do quinto set. "Estava pensando em apenas voltar a vencer um game, pois o momento era todo dele e tudo o que eu queria era quebrar isso", revelou o suíço ao ser questionado sobre suas sensações no início da última parcial.

O vice-líder da ATP também falou sobre o desafio de Cilic no match-point e explicou que demorou a compreender o que acontecia no momento. "Achei que tinha acabado, ouvi as pessoas aplaudindo e não entendi direito o que estava acontecendo. Em um primeiro momento pensei: 'Será que me enganei e comemorei muito cedo?'. Quase fui checar o placar quando saquei que ele havia desafiado", descreveu Federer.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series