Notícias | Copa Davis
Nova Copa Davis distribuirá premiação de US$ 20 mi
01/03/2018 às 18h15

Londres (Inglaterra) - A polêmica proposta de mudança na Copa Davis foi defendida pelo presidente da ITF, o norte-americano David Haggerty, um dos responsáveis por bolar essa solução. Em entrevista ao jornal espanhol El País, ele reforçou seu ponto de vista que a alteração de formato será positiva para a competição.

"A Copa Davis tem uma história de 118 anos que fazem dela um dos eventos esportivos mais antigos do mundo. Consideramos que essa mudança é algo muito importante para o nosso esporte. O torneio conservará sua essência porque abaixo do Grupo Mundial o formato seguirá o mesmo", afirmou Haggerty.

"A premiação para os jogadores aumentará e chegará a US$ 20 milhões nas finais, que se trata de uma quantidade significativa. Todos eles apreciam muito isso, além de amar defender seu país dentro de quadra", acrescentou o presidente da ITF. De acordo com o anúncio, o plano de negócio irá injetar US$ 3 bilhões.

O US Open é atualmente o torneio masculino que mais distribui premiação, são US$ 25 milhões para a chave masculina (com 128 jogadores). A nova Davis com suas 18 nações no Grupo Mundial, com cinco jogadores em cada equipe, teria 90 tenistas para dividir este montante de US$ 20 milhões.

Haggerty também destacou a importância de manter o intervalo da Davis. "É um torneio anual e acreditamos que este modo faz sentido. As mudanças buscam beneficiar todos: jogadores, fãs e acima de tudo o próprio tênis", finalizou o mandatário da entidade que comanda o tênis mundial.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series