Notícias | Dia a dia
Sloane destaca serenidade na busca por resultados
30/03/2018 às 09h25

Stephens faz sua primeira final desde o US Open

Foto: Divulgação

Miami (EUA) - Depois de um começo de ano nada favorável, com derrotas na estreia em Sydney e no Australian Open, a norte-americana Sloane Stephens ficou mais um mês sem jogar e só voltou em Acapulco, conseguindo pouco a pouco reencontrar seu melhor tênis. No Premier de Miami, ela parece ter definitivamente achado a forma que a levou ao título do US Open do ano passado.

"Comecei o ano sabendo que não tinha feito uma grande pré-temporada e por isso as derrotas que sofri na Austrália não foram grande coisa. Se você não está 100% não dá para esperar muito", explicou a norte-americana, que com a final no Crandon Park garantiu sua entrada pela primeira vez no top 10, subindo para a nona colocação.

Sloane garante que não foi apenas uma questão de esperar dar um clique para voltar a vencer e acredita que o mais importante nessa recuperação foi ter mantido a tranquilidade. "Tive apenas que me reagrupar e me colocar em uma boa situação na qual estivesse pronta para isso", falou a responsável pela eliminação da bielorrussa Victoria Azarenka nas semifinais, nesta quinta-feira.

"Sabia que precisaria lutar independente do que aconteceu semanas atrás. Ela é uma rival para quem já perdi três vezes e por isso sabia que teria que jogar meu melhor tênis", observou Stephens, que havia perdido os três primeiros encontros com Azarenka, mas agora soma duas vitórias seguidas, esta em Miami e a de Indian Wells.

Mas para triunfar diante da bielorrussa, novamente a tranquilidade teve que aparecer, já que a norte-americana saiu atrás e perdeu o primeiro set "Entrei para o segundo set sabendo que não tinha feito nada de errado e não estava jogando mal. Tinha cometido vários erros, mas não sentia que estava fora do jogo. Sabia que se me mantivesse firme eu poderia aproveitar as oportunidades", analisou.

Comentários
Loja - livros
Mundo Tênis