Notícias | Dia a dia
Aliviada, Stephens já sonha com saibro europeu
31/03/2018 às 19h02

Stephens comemora na praia a sua conquista

Foto: WTA

Miami (EUA) - A norte-americana Sloane Stephens tirou um grande peso dos ombros neste sábado, ao encerrar uma longa fase de baixa desde que faturou inesperadamente o US Open, em setembro. A conquista de seu primeiro Premier Mandatory da carreira, aos 25 anos, veio em Miami e ela já sonha com grandes dias no saibro europeu.

"Sempre jogo bem nos Estados Unidos, não sei exatamente o motivo, mas creio que é o fato de ter tanta gente a meu lado", enfatizou. "Minha equipe às vezes age duro comigo, mas também me faz muito mais forte. Foram duas semanas incríveis". Ela acredita que poderá jogar ainda melhor na Europa: "Vou com muita vontade para a temporada de saibro, que é meu período favorito. Faz três anos que não jogo em Roma"

Sobre a partida tensa diante da letã Jelena Ostapenko, a campeã falou pouco. "Sabia que eu teria de correr atrás de cada bola para ter oportunidades. O meu prêmio foi entrar pela primeira vez no top 10, um desafio que vinha perseguindo a muito tempo", confessou.

Stephens voltou a falar na séria contusão no pé que teve há dois anos. "Depois do afastamento, minhas expectativas mudaram por completo. Também alterei a forma de relacionar com a família e de enxergar o próprio tênis. Tive tempo de terminar os estudos e entendi que a vida não se acaba por causa de uma lesão. Existem mais coisas além do tênis".

A finalista Ostapenko, por seu lado, lamento sua atuação na final. "Há vezes em que sou mais agressiva do que deveria. Talvez fosse ideal ter me contido mais no segundo set. Sloane jogou muito bem, variou muito o saque, se moveu muito bem. Não posso pensar agora em Roland Garros. Vou para a fase do saibro sem expectativas, pensando em jogo por jogo. Não quero colocar mais pressão do que já existe".

Comentários
Loja - livros
Mundo Tênis