Notícias | Copa Davis
Vitórias de Cilic e Kukushkin deixam duelo no 1 a 1
06/04/2018 às 15h12

Cilic anotou o primeiro ponto contra os cazaques

Foto: Srdjan Stevanovic/ITF

Varazdin (Croácia) - Conforme o esperado, o croata Marin Cilic fez valer o favoritismo e abriu com vitória o confronto contra o Cazaquistão. O que talvez não fosse tão previsível é a tranquilidade que teria o atual número 3 do mundo contra o jovem cazaque Dmitry Popko, que não conseguiu fazer frente e foi arrasado em sets diretos, com parciais de 6/2, 6/1 e 6/2. Só que mais tarde Borna Coric perdeu para Mikahil Kukushkin e o duelo terminou no 1 a 1.

Atual 258 do mundo, o cazaque de 21 anos até que conseguiu segurar Cilic por algum tempo no primeiro set e só começou a descendente após o 2/2, quando o croata anotou duas quebras seguidas para fechar a parcial. A sequência de games seguiu firme no segundo e chegou a nove para o atleta da casa, que abriu 5/0.

Popko não esmoreceu e tratou de fazer seu game de honra na segunda parcial, mas não foi além disso. E ele seguiu sem ter chances no terceiro set, novamente quebrando a cara já na largada. Cilic saiu fazendo 4/0, por pouco não anotou mais uma quebra para buscar o "pneu" e acabou se contentando com um 6/2 para concretizar a vitória em 1h42 de duelo.

Na segunda partida desta sexta-feira, o local Borna Coric não conseguiu manter o bom momento após as grandes campanhas nos Masters 1000 norte-americanos, com quartas de final em Miami e semi em Indian Wells, para anotar o segundo ponto croata. Ele foi superado por Mikhail Kukushkin, que manteve sua invencibilidade contra o croata ao marcar parciais de 3/6, 7/6 (7-5), 6/2 e 6/4.

Esta foi a segunda vez que os dois mediram forças no circuito e mesmo ocupando atualmente um ranking mais de 60 lugares melhor que o de Kukushkin, o atleta da casa de 21 anos acabou sucumbindo de virada. Coric até saiu na frente e venceu o primeiro set com uma quebra na reta final, mas depois não seguiu no mesmo ritmo e acabou derrotado.

O croata abriu 2/0 no segundo, mas viu a quebra ser devolvida e a definição foi para o tiebreak, em que se deu mal. Depois de empatar a partida, o experiente cazaque manteve todos os seus serviços e precisou de apenas mais três quebras para sacramentar a vitória, uma delas na terceira parcial e mais duas na quarta e última.

Comentários